TCR SOUTH AMERICA – PROPORCIONA CARREIRA INTERNACIONAL A JOVENS PILOTOS [5]

Em 2021, nosso continente entra no circuito internacional com provas em quatro países; são 36 campeonatos homologados em todo o mundo, com regulamentos técnico e desportivo idênticos e apoio oficial de mais de dez montadoras

A temporada de 2021 marcará a estreia do TCR, principal competição de carros de turismo do planeta, na América do Sul. O TCR tem 36 campeonatos homologados em todo o mundo, todos com o mesmo regulamento técnico e desportivo, e desponta como nova alternativa de carreira para os jovens pilotos sul-americanos. Mais de 900 carros competem no TCR ao redor do planeta.



O campeonato terá etapas em quatro países: além do Brasil, o TCR South America passará por Argentina, Uruguai e Chile. Como os carros são oriundos das linhas de produção de veículos de rua, e mais de dez marcas são homologadas pelo WSC Group, um competidor que correr o Sul-Americano pode se inscrever para participar de alguma prova num dos campeonatos do exterior.

Nesse contexto, o TCR, com seu baixo custo operacional e apoio maciço das montadoras envolvidas, aparece como uma forte opção para os pilotos que deixam o kart rumo ao automobilismo de competição. Ao mesmo tempo em que é possível ter uma base montada no Brasil, é possível competir em outros três países do continente.

Alem disso, os competidores que quiserem conciliar o TCR com outras importantes categorias da América do Sul, como Stock Car e TC 2000 (Argentina), poderão fazê-lo, uma vez que a intenção dos organizadores é montar um calendário no qual as etapas sem que haja conflito de datas.

Outro aspecto importante no TCR é que os fabricantes envolvidos não têm interesse apenas no mercado brasileiro, mas sim nos demais países em que a categoria terá provas. Portanto, os jovens pilotos que ingressarem na categoria poderão ter oportunidades de desenvolver suas carreiras vinculadas a essas montadoras.

Neste mês de dezembro, o TCR definirá o calendário completo da temporada 2021, bem como divulgará a lista de pilotos inscritos.


A categoria deverá atingir os jovens pilotos que saem do kart e desejam fazer carreira na Europa. É muito mais fácil eles andarem num carro aqui no Brasil que é o mesmo que disputa o Mundial e o Europeu. Então, para quem pensa ir para a Europa, fazer uma temporada de TCR South America seria fantástico porque já se adaptaria bastante ao carro que eles guiariam depois lá.”
Nonô Figueiredo, chefe da equipe Nonô Onze Motorsports (Audi)


“Tenho bastante experiência na transição de jovens pilotos do kart para os carros de turismo, e vi no TCR South America esse potencial. Tenho certeza de que em breve, será uma vitrine para novos talentos, que poderão se desenvolver numa categoria muito competitiva e com campeonatos por todo o mundo.”
Serafin Jr., chefe da equipe W2 Racing (Honda)

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.