PORSCHE XP PRIVATE ENDURANCE SERIES – NA ABERTURA DO CAMPEONATO, RECORDES, 36 CARROS NO GRID, MAIOR DAS ETAPAS DE LONGA DURAÇÃO

Primeira vez, foi repetido um vencedor na bandeira quadriculada. Correndo ao lado de Guilherme Salas, Francisco Lara repetiu o triunfo da etapa final de 2020 em São Paulo. A dupla do carro #3 ergueu também o troféu de primeiro lugar na classe Sport.

A vitória na GT3 Cup 3.8 ficou com a dupla formada por Rafael Suzuki e Lucas Salles, autores da pole na véspera.

O segundo lugar no geral ficou com o Porsche #73, comandado por Enzo Elias e Jeff Giassi. Levantou também a vitória na classe Trophy e o segundo lugar na Sport.

Depois de superar dificuldades no quali, a dupla Werner Neugebauer e Fabio Carbone fechou em terceiro lugar. O pódio foi completado por outras duas tripulações da classe Sport: Rouman Ziemkiewicz e Gabriel Casagrande; e Renan Pizii e Danilo Dirani.

Pela categoria dos carros de motor 3.8, o pódio geral, além da dupla do carro #19, teve o #87 de Nelson Monteiro e Alan Hellmeister, o #888 de Lineu Pires e Beto Gresse vencendo inclusive na classe Sport, o #22 de Caio Castro e Tony Kanaan e o #145 de Carlos Renaux e Vitor Baptista. Em sexto no geral, o #45, de Paulo Totaro e Marcio Mauro, foi o vencedor na divisão Trophy.

A abertura do Endurance Series marcou a estreia do tema “O Vencedor”, composta e produzida por Rick Bonadio. A música foi acionada quando o carro #3 vinha para a bandeirada e promete ser a nova trilha sonora dos momentos decisivos da Porsche XP Private Cup em 2021.


Os qualis na sexta

Carrera 4.0

Formado pelos pilotos com maior BOP da categoria Carrera 4.0, o primeiro grupo enfrentou um clima instável e com pista úmida, embora usassem pneus slicks. Nos primeiros minutos de sessão vários pilotos se alternavam na liderança enquanto a pista melhorava.

Na metade dos 15 minutos regulamentares, Guilherme Salas era o mais rápido, seguido por Ricardo Maurício e Dennis Dirani. William Freire ocupava o quarto lugar na sessão e a liderança na classe Trophy.


Faltando menos de cinco minutos para o final Danilo assumiu o segundo lugar
Foto Luca Bassani

Enquanto Di Mauro era o terceiro, Salas se mantinha na ponta. A pista escorregadia fez com que diversos pilotos perdessem o controle, faltando menos de um minuto para o término João Gonçalves acabou escapando da pista, bateu na barreira de pneus, mas conseguiu retornar aos boxes.

Após 15 minutos de sessão o top3 ficou Guilherme Salas, Dennis Dirani e Gaetano Di Mauro. “Nada menos que 17 dos 18 carros ficaram dentro do mesmo segundo, mostrando o equilíbrio da categoria”.

O segundo grupo começou com emoções, a pista traiçoeira fez com que Chico Horta e Edu Menossi rodassem, o piloto do carro #77 escapou no Pinheirinho e o carro #85 saiu no “S” do Senna.

Nos primeiros minutos Fran Lara, parceiro de Salas, era o mais rápido da pista com Werner Neugebauer e Francisco Horta logo atrás. Miguel Paludo, Renan Pizii e Alceu Feldmann vinham na sequência se alternando nas primeiras posições.

Outro destaque da sessão era Jeff Giassi, o piloto revelado pelo programa de Esports da Porsche era o segundo mais rápido na classe Trophy, atrás somente de Horta.


Os últimos cinco minutos foram eletrizantes, Paludo, parceiro de Dennis Dirani, assumiu a liderança Foto Luca Bassani

Mas logo foi superado por Alceu Feldmann Foto Luca Bassani

Na Carrera Trophy, Georgios Frangulis e Gaetano di Mauro conquistaram sua 4ª pole em 4 corridas de longa duração disputadas juntos. A dupla @oakracingteam começou mais uma temporada com o pé direito e largou na 7ª posição geral da corrida Foto Luca Bassani

Faltando 50 segundos para o fim Renan Pizii cravou o melhor giro da sessão. No mesmo momento a chuva aumentou provocando a rodada de Georgios Frangulis e Eduardo Azevedo. Após cálculo das médias dos tempos das duplas a pole ficou com Renan Pizii e Danilo Dirani.

Pode ser uma imagem de 2 pessoas e texto
Pode ser uma imagem de 2 pessoas e texto

Renan Pizii“Eu trabalho para isso desde que voltei a correr aqui na Porsche Cup, quero ser sempre o melhor piloto na geral, não só na minha classe. O Dirani e o Bassani me ajudaram muito, eles elevam meu patamar para estar andando bem como foi hoje. Sabemos que estamos rápidos e a dupla é muito boa, precisamos andar com cautela e manter o carro inteiro até o fim, é uma prova de muita cabeça para chegar brigando no final dela.”

Danilo Dirani“É uma prova de longa duração, precisamos cuidar muito do carro na corrida inteira. Vamos curtir um pouco a pole, mas já pensando na corrida com esses amigos de longa data. Vamos trabalhar para vencer a corrida tanto na classe como na geral.”


Pode ser uma imagem de 2 pessoas e texto

GT3 3.8

O grupo 1 da GT3 Cup iniciou o classificatório com uma condição de pista um pouco melhor, embora o traçado do autódromo ainda apresentasse pontos de menor aderência. Os primeiros minutos de sessão foram dominados por Rafael Suzuki [abaixo], Alan Hellmeister e Jimenez.


Pela metade do treino, a classificação já estava alterada, com Vitor Genz na liderança, seguido por Alan Hellmeister e Tony Kanaan.

Na medida em que a pista melhorava os tempos foram melhorando, Suzuki seguia na ponta enquanto Átila Abreu e Matheus Iorio vinham logo atrás disputando a pole da GT3 Sport. Nos minutos finais Vitor Baptista colocou o carro #145 na terceira colocação.


A dupla Edson dos Reis e Sergio Jimenez no limite da classificação Foto Luca Bassani

Após os 15 minutos regulamentares ninguém melhorou o tempo, e Rafael Suzuki fechou a sessão em primeiro, seguido por Átila Abreu e Baptista.


A chuva começou a cair em Interlagos logo que o segundo grupo entrou na pista, Leonardo Sanchez rodou na saída do Pinheirinho e bandeira vermelha foi acionada Foto Luca Bassani

Após aguardar a melhora nas condições da pista a organização optou por encerrar o treino classificatório e considerar os tempos do grupo 1. Com isso a pole ficou com Lucas Salles e Rafael Suzuki.

Pode ser uma imagem de 2 pessoas e texto

Rafael Suzuki“Claro que na corrida de Endurance o quali é bom para o ego, mas a corrida é longa amanhã, preciso fazer com que o Lucas consiga uma boa volta para largarmos bem amanhã e na frente dos carros da nossa categoria. Passei para o Lucas a confiança para ele conseguir marcar um bom tempo no quali.”


Pode ser uma imagem de 3 pessoas e texto

Leo Sanchez“Estou feliz com nosso resultado, vamos largar como pole na sport e segundo na geral. Um pouco triste por não ter a oportunidade de ir para a pista, mas as condições não ajudaram muito, foi uma decisão boa da direção para evitar de termos acidentes e ficar de fora na corrida. Temos 300km para mostrar o porquê de sermos os atuais campeões da categoria.”

Átila Abreu“Foi um dia bom pelo resultado, apesar de ter andado pouco ontem por conta de um problema no carro. O clima dificultou, fomos para a tomada no escuro sem acertar o carro. O carro se comportou bem e consegui um bom tempo na minha categoria. Preocupado pelo Leo não conseguir andar muito. A estratégia vai ser importante para os 300km amanhã e agora é entender qual o melhor jogo que podemos fazer para sair com a vitória.”


Pode ser uma imagem de 2 pessoas e texto

Sergio Jimenez “A chuva nesse vai e volta foi complicado, minha volta foi ok, mas foi o suficiente para a pole, temos duas horas e 300km pela frente para vencer a corrida.”

Edson dos Reis“A pista estava muito lisa, difícil para guiar com o pneu slick. Amanhã largando da frente pela Trophy e bem-posicionados pela GT3, esperamos bons resultados no geral na corrida amanhã.”


Porsche XP Private Endurance Series – Interlagos Etapa 1 – Grid

  1. #16 Renan Pizii e Danilo Dirani* 1:37.386
  2. #1 Alceu Feldmann e Thiago Camilo 1:37.582
  3. #7 Miguel Paludo e Dennis Dirani 1:37.628
  4. #3 Francisco Lara e Guilherme Salas* 1:37.676
  5. #90 Eduardo Azevedo e Ricardo Mauricio* 1:37.997
  6. #11 Pedro Boesel e Rubens Barrichello 1:38.029
  7. #88 Georgios Frangulis e Gaetano di Mauro** 1:38.139
  8. #80 Rouman Ziemkiewicz e Gabriel Casagrande* 1:38.309
  9. #8 Werner Neugebauer e Fabio Carbone 1:38.310
  10. #73 Enzo Elias e Jeff Giassi** 1:38.334
  11. #199 Nelson Marcondes e Renan Guerra** 1:38.383
  12. #77 Francisco Horta e William Freire** 1:38.412
  13. #20 Pedro Aguiar e Ricardo Zonta 1:38.414
  14. #29 Rodrigo Mello e Pietro Fittipaldi* 1:38.536
  15. #0 Daniel Schneider e Cacá Bueno* 1:38.558
  16. #9 Franco Giaffone e Cesar Ramos** 1:38.571
  17. #19 Lucas Salles e Rafael Suzuki 1:39.381
  18. #85 Eduardo Menossi e Diego Nunes** 1:39.391
  19. #15 Leonardo Sanchez e Átila Abreu* 1:39.486
  20. #145 Carlos Renaux e Vitor Baptista 1:39.712
  21. #17 Ricardo Fontanari e Matheus Iorio* 1:39.787
  22. #87 Nelson Monteiro e Alan Hellmeister 1:39.802
  23. #12 Edson dos Reis e Sergio Jimenez** 1:39.807
  24. #555 Ayman Darwich e Nicolas Costa* 1:39.816
  25. #888 Lineu Pires e Beto Gresse* 1:39.960
  26. #32 Paulo Sousa e Galid Osman* 1:40.063
  27. #817 SangHo Kim e Vitor Genz** 1:40.075
  28. #117 Guilherme Bottura e Gabriel Robe* 1:40.273
  29. #121 João Barbosa e João Gonçalves** 1:40.355
  30. #440 Carol Aranha e Raphael Abbate** 1:40.402
  31. #22 Caio Castro e Tony Kanaan* 1:41.283
  32. #880 Gustavo Farah e Pedro Nunes** 1:41.554
  33. #45 Paulo Totaro e Marcio Mauro** 1:41.668
  34. #99 Edu Guedes e Bruno Campos** 1:43.860
  35. #10 Sergio Laurentys e Henrique Tielas** 1:44.861
  36. #23 Marco Pisani e Vinicius Valle** 1:49.138

*Sport **Trophy


A corrida
Largada Foto Luca Bassani


Guilherme Salas cravou a largada de forma precisa saltando de quarto para primeiro, ultrapassando o pole Renan Pizii por fora no contorno do S do Senna. O carro #16 teve que se contentar com o segundo lugar, seguido por Paludo, Feldmann e Neuguebauer.


Outros destaques da largada foram Enzo Elias #73, saltando de décimo para sexto
Foto Luca Bassani

E Pietro Fittipaldi #29, avançando de 14º para oitavo Foto Luca Bassani

O carro de segurança foi acionado no fim da primeira volta, para resgate do carro #555.

Na GT3 Cup, o maior salto no início foi de Sergio Jimenez com o #12, de 23º para 18º e assumindo a liderança tanto no geral quanto na Sport e Trophy.


O carro pole, #19, partiu com Lucas Salles e vinha logo atrás do #12 Foto Luca Bassani

Leo Sanchez, que era o segundo do grid dos carros de motor 3.8, sequer largou. Entre as voltas de apresentação ele levou o Porsche #15 para a área de serviço e o carro passou por reparos.

A relargada na quarta volta viu Salas abrir vantagem, enquanto Paludo atacava Pizii; Werner buscava cada milímetro de pista para levar vantagem sobre Feldmann e Pietro emparelhava com Boesel no setor mais travado da pista.

Paludo desenhou a manobra para assumir o segundo lugar desde o Bico de Pato até o final da reta principal. A vantagem de Salas sobre o carro #7 já era superior a 3s àquela altura.

Feldmann repetiu a manobra de Paludo sobre Pizii na volta seguinte. E Werner o fez na abertura da volta 10.


Werner Neugebauer e Fabio Carbone Foto Luca Bassani

Nesse mesmo giro Galid Osman chegou a ultrapassar Jimenez pela liderança da GT3, mas o #12 conseguiu dar o troco. Raphael Abbate, com #440, vinha imediatamente atrás.

Na volta 15 Enzo Elias, líder da Trophy, passou Pizii no Bico de Pato e assumiu o quinto lugar no geral. Salas seguia abrindo vantagem na frente, com mais de 8s de margem sobre Paludo, liderando na Sport também.

Pela GT3 os três primeiros eram, nesta ordem Jimenez (liderando também na Sport e na Trophy), Galid e Salles.

A primeira janela de pits foi aberta entre as voltas 18 e 19. Entre os carros do top10, os primeiros a pararem foram o #8 e o #11. Já pela GT3 quem abriu os boxes foi o #440. Salas levou o #3 para os pits no fim da volta 21.

Com 45 minutos de prova ficou claro que alguns competidores optariam por estender o stint inicial até as 28 voltas mandatórias para cada piloto, casos de Paludo, Feldmann, Enzo, Azevedo, Giaffone, Nelson Marcondes e Lucas Salles.

A entrada dos ponteiros no box coincidiu com o início da garoa em Interlagos. Os carros que estavam na pista de slick logo acusaram o piso molhando, com aumento no tempo de voltas e algumas escapadas.

Na volta 30 Dennis saiu dos pits com o #7, seguido por Thiago Camilo no #1. Mas a liderança era do #3, com Fran Lara, com mais de 12s de margem.

Com 34 voltas completadas, Lara trouxe o #3 para o segundo pit, bem como Neugebauer, Frangulis, Pedro Aguiar e Guilherme Bottura. Dennis herdou a liderança, com 12s de vantagem sobre Camilo. Este vinha bastante pressionado por Jeff Giassi com o carro #73.

Pela GT3, com metade da prova realizada, a liderança era da dupla do carro #17, de Matheus Iorio e Ricardo Fontanari –em um respeitável 15º lugar no geral da corrida. Suzuki vinha a seguir com o #19 e logo depois Vitor Baptista com o #145. Pela classe Trophy o mais bem colocado era Marcio Mauro, com 18º na prova.


Alceu Feldmann e Thiago Camilo Foto Luca Bassani

Na volta 43, o carro #16 precisou de serviço no box de apoio. Na pista, Dennis tentava manter a vantagem sobre Camilo na casa dos 12s. Mas este conseguiu um refresco de 4s em cima de Giassi.

Cinco giros mais tarde, Dennis levou a máquina #7 para os pits. Camilo acompanhou o movimento. Na volta 50 Dirani saiu dos pits e Lara passou centímetros à sua frente na entrada da reta Oposta, para recuperar a liderança da corrida. Na passagem seguinte, Giassi ultrapassou Carbone pelo quarto lugar na freada do S do Senna.

No giro 52 Dennis colou em Lara no Bico de Pato, mas o carro #7 perdeu rendimento no Mergulho e estacionou metros depois. Lara então entrou para o terceiro e último pit obrigatório. E foi a vez de Camilo assumir a ponta e tentar colocar voltas rápidas em sequência para lutar pela vitória com o carro #1 no final. Giassi já aparecia 9s atrás dele.

Na classe GT3 Suzuki liderava com o carro #19 em 11º no geral. , enquanto Jimenez e Edson dos Reis lideravam na Trophy.


Pode ser uma imagem de carro e estrada
O #22 de Tony Kanaan e Caio Castro era o líder na GT3 Sport Foto Luca Bassani

Até que na volta 54, no mesmo trecho da pista onde Dennis havia perdido rendimento, Camilo ficou lento com o #1 –e nem sequer conseguiu chegar aos pits. Giassi então assumiu a liderança. Giassi trouxe para os pits na volta 58, seguido por Cesar Ramos e Gaetano di Mauro. Suzuki seguia na pista, liderando tanto na GT3 quanto no geral. De volta à pista, Gui Salas acelerava forte para empurrar o carro #3 de volta ao primeiro lugar com os concorrentes diretos na última parada de box.

Com o pelotão restabelecido na pista e 12 voltas para a bandeirada quadriculada, Salas reassumiu a liderança com Enzo Elias em segundo, 16s atrás. Carbone vinha em terceiro com o #8, depois Casagrande e Danilo. Pela GT3 a liderança era do #19, à frente do #12 e do #87.

Com os pits finais todos realizados, Salas liderava com mais de 20s sobre Enzo. Este sustentava margem de 5s sobre Carbone, com Casagrande e Danilo completando o top5.


Nelson Monteiro e Alan Hellmeister Foto Luca Bassani

Pela GT3 o top5 indicava Suzuki, Hellmeister, Gresse (liderando na Sport), Kanaan e Iorio. O líder na Trophy era o #45, de Marcio Mauro. Mas a cinco voltas do fim, o carro #17 teve um pneu furado e Iorio precisou passar novamente pelos pits, com o pódio no geral escapando de suas mãos.


Paulo Totaro e Marcio Mauro Foto Luca Bassani

Com a corrida resolvida, nas duas voltas finais o charme da prova ficou por conta de um belo duelo entre Pietro Fittipaldi e Rubens Barrichello. Eles vinham em voltas diferentes, mas emparelhavam suas máquinas em grande estilo, mostrando formidável espírito competitivo das provas de longa duração da Porsche XP Private Cup.


Com a vitória no geral, Salas e Lara levantaram também o troféu de primeiro lugar na
classe Sport Foto Luca Bassani

Em segundo, Elias venceu pela Trophy. Carbone, Casagrande e Danilo completaram o pódio. Na GT3 a vitória ficou com Suzuki, à frente de Hellmeister e Monteiro, Gresse (triunfando na Sport), Kanaan e Vitor Baptista. Marcio Mauro e Paulo Totaro ganharam na classe Trophy, com o sexto lugar entre os carros de motor 3.8.


Sob o som da nossa nova trilha da vitória, a bandeira tremulou para Fran Lara e Gui Sallas, a primeira do ano na Endurance Series. Pela GT3 Cup, Lucas Salles e Rafa Suzuki também ouviram a track “O Vencedor” composta por Rick Bonadio

Pode ser uma imagem de 2 pessoas e texto

Gui Salas“Foi um fim de semana em que não erramos nada, nada. Desde ontem no treino e hoje na prova, o trabalho foi impecável. Agora é comemorar”

Fran Lara“Espetacular! Não poderia estar mais feliz. Gui foi excepcional, perfeito desde o quali. Fez uma largada incrível e está de parabéns. Grande prova para nosso time”


Pode ser uma imagem de 2 pessoas e texto

Pode ser uma imagem de 2 pessoas e texto

Enzo Elias“Acho que nosso time mostrou o que tinha para mostrar na pista. Mostramos que estamos bem na categoria e no geral. Jeff foi muito bem e eu fiz o meu papel também. Somos concorrentes fortes no campeonato e isso ficou claro aqui hoje. Logo na largada conseguimos um grande posicionamento e daí para frente foi calculando o ritmo, diferença de tempo para os adversários etc. Foi muito difícil, pois num grid qualificado como este ficar entre os 5 primeiros o tempo todo é motivo de orgulho”

Jeff Giassi “Estou muito feliz, demais. Os treinos foram bem difíceis, me adaptando com o carro. Não foi fácil e trabalhamos muito. Na tomada me achei um pouco melhor e depois de muito estudo e muita dedicação, inclusive horas e horas de análise de telemetria o esforço foi recompensado com essa performance muito boa na corrida”


Pode ser uma imagem de 2 pessoas, carro e texto

Lucas Salles“Muito feliz! Fizemos um ótimo trabalho. Maurício Ferreira traçou uma bela estratégia e Rafael guiou demais”

Rafael Suzuki“Lucas colocou o gap logo de cara e foi um fim de semana quase perfeito, com pole e vitória. É muito bom começar o campeonato assim”


Pode ser uma imagem de 2 pessoas e texto

Lineu Pires“Não classificamos tão bem, mas a estratégia foi surreal! Fomos recuperando bem, com o Beto fazendo um trabalho excelente no final. Assim terminamos em terceiro no geral e primeiro na categoria.”

Beto Gresse“Foi ótimo. Temos que agradecer o trabalho do Marcel Campos, que trabalhou conosco na estratégia. Colocamos a meta do Lineu fazer as 28 voltas no início em grande ritmo, constante. Ele não errou em momento nenhum e depois me entregou o carro para competir e recuperar terreno. Sou coach dele na sprint e correr junto foi uma grande experiência.”


Pode ser uma imagem de 3 pessoas e texto

Paulo Totaro“Foi maravilhoso. Tenho que agradecer. O Marcio, porque acreditou sempre. Os caras quando chegam na nossa idade, pra sonhar em vencer tem que correr com os ‘profissa’ e eu corri com um cara bom pra caramba, que não é profissa. Ele acreditou em mim, eu nele. E nós ganhamos!”

Marcio Mauro“Chegamos meio desacreditados aqui. Até falei para o Totato ‘vamos com calma que vai dar pódio’ E acabou dando vitória. Foi muito legal, pois deu tudo certinho. Não cometemos nenhum erro e o Paulo pilotou demais.”


Nelson Monteiro“Já trabalho com o Alan desde 2019 e ainda não tinha acontecido a oportunidade de correr junt com ele no endurance. Além de um baita coach, é um grande amigo e a etapa só serve para evoluir cada vez mais minha performance. Lógico que queríamos o primeiro lugar, mas começar em segundo com um ritmo forte e regular só empolga mais ainda para Goiânia.”

Alan Hellmeister“Trabalhamos juntos há um tempo e foi ótimo agora correr com o Nelson. A corrida foi ótima para nós, fizemos uma estratégia bastante conservadora em vários aspectos. A meta era pontuar e começar muito bem o campeonato. Agora vamos analisar tudo que foi feito, onde poderíamos ser mais arrojados e buscar o que faltou para as próximas duas.”


Porsche XP Private Endurance Series – Interlagos Etapa 1

  1. #3 Francisco Lara e Guilherme Salas* 2:15:27.829
  2. #73 Enzo Elias e Jeff Giassi** +16.465
  3. #8 Werner Neugebauer e Fabio Carbone +24.249
  4. #80 Rouman Ziemkiewicz e Gabriel Casagrande* +31.080
  5. #16 Renan Pizii e Danilo Dirani* +35.577
  6. #90 Eduardo Azevedo e Ricardo Mauricio* +39.711
  7. #9 Franco Giaffone e Cesar Ramos** +51.560
  8. #20 Pedro Aguiar e Ricardo Zonta +54.172
  9. #29 Rodrigo Mello e Pietro Fittipaldi* +56.942
  10. #199 Nelson Marcondes e Renan Guerra** +58.779
  11. #88 Georgios Frangulis e Gaetano di Mauro** +1:14.548
  12. #85 Eduardo Menossi e Diego Nunes** +1:27.725
  13. #0 Daniel Schneider e Cacá Bueno* -1 volta
  14. #121 João Barbosa e João Gonçalves** -1volta
  15. #19 Lucas Salles e Rafael Suzuki -1volta
  16. #87 Nelson Monteiro e Alan Hellmeister -2 voltas
  17. #888 Lineu Pires e Beto Gresse* -2 voltas
  18. #22 Caio Castro e Tony Kanaan* -2 voltas
  19. #145 Carlos Renaux e Vitor Baptista -2 voltas
  20. #45 Paulo Totaro e Marcio Mauro** -2 voltas
  21. #817 SangHo Kim e Vitor Genz** -2 voltas
  22. #12 Edson dos Reis e Sergio Jimenez** -3 voltas
  23. #17 Ricardo Fontanari e Matheus Iorio* -3 voltas
  24. #117 Guilherme Bottura e Gabriel Robe* -3 voltas
  25. #32 Paulo Sousa e Galid Osman* -3 voltas
  26. #15 Leonardo Sanchez e Átila Abreu* -3 voltas
  27. #77 Francisco Horta e William Freire** -4 voltas
  28. #10 Sergio Laurentys e Henrique Tielas** -4 voltas
  29. #1 Alceu Feldmann e Thiago Camilo -5 voltas
  30. #23 Marco Pisani e Vinicius Valle** -6 voltas
  31. #11 Pedro Boesel e Rubens Barrichello -7 voltas
  32. #440 Carol Aranha e Raphael Abbate** -9 voltas

DNF

#7 Miguel Paludo e Dennis Dirani 1:37.628
#555 Ayman Darwich e Nicolas Costa* 1:39.816
#880 Gustavo Farah e Pedro Nunes** 1:41.554
#99 Edu Guedes e Bruno Campos** 1:43.86

*Sport **Trophy

Os campeonatos

Carrera 4.0
1. Francisco Lara, 68 pontos
Guilherme Salas, 68
3. Enzo Elias, 61
Jeff Giassi, 61
5. Werner Neugebauer, 55
Fabio Carbone, 55
7. Rouman Ziemkiewicz, 50
Gabriel Casagrande, 50
9. Renan Pizii, 45
Danilo Dirani, 45
11. Eduardo Azevedo, 40
Ricardo Maurício, 40
13. Franco Giaffone, 36
Cesar Ramos, 36
15. Pedro Aguiar, 33
Ricardo Zonta, 33
17. Rodrigo Mello, 29
Pietro Fittipaldi, 29
19. Nelson Marcondes, 26
Renan Guerra, 26
21. Georgios Frangulis, 24
Gaetano Di Mauro, 24
23. Eduardo Menossi, 22
Diego Nunes, 22
25. Daniel Schneider, 20
Cacá Bueno, 20
27. João Barbosa, 18
João Gonçalves, 18
29. Francisco Horta, 16
William Freire, 16
31. Alceu Feldmann, 14
Thiago Camilo, 14
33. Pedro Boesel, 12
Rubens Barrichello, 12
35. Miguel Paludo, 0
Dennis Dirani, 0

Carrera Sport
1. Francisco Lara, 72 pontos
Guilherme Salas, 72
3. Enzo Elias, 60
Jeff Giassi, 60
5. Rouman Ziemkiewicz, 48
Gabriel Casagrande, 48
7. Renan Pizii, 42
Danilo Dirani, 42
9. Eduardo Azevedo, 36
Ricardo Maurício, 36
11. Franco Giaffone, 30
Cesar Ramos, 30
13. Rodrigo Mello, 24
Pietro Fittipaldi, 24
15. Nelson Marcondes, 18
Renan Guerra, 18
17. Georgios Frangulis, 12
Gaetano Di Mauro, 12
19. Eduardo Menossi, 6
Diego Nunes, 6
21. Daniel Schneider, 0
Cacá Bueno, 0
Francisco Horta, 0
William Freire, 0
João Barbosa, 0
João Gonçalves, 0

Carrera Trophy
1. Enzo Elias, 72 pontos
Jeff Giassi, 72
3. Franco Giaffone, 60
Cesar Ramos, 60
5. Nelson Marcondes, 48
Renan Guerra, 48
7. Georgios Frangulis, 42
Gaetano Di Mauro, 42
9. Eduardo Menossi, 36
Diego Nunes, 36
11. João Barbosa, 30
João Gonçalves, 30
13. Francisco Horta, 24
William Freire, 24

GT3 3.8
1. Lucas Salles, 68 pontos
Rafael Suzuki, 68

3. Nelson Monteiro, 61
Alan Hellmeister, 61
5. Lineu Pires, 55
Beto Gresse, 55
7. Caio Castro, 50
Tony Kanaan, 50
9. Carlos Renaux, 45
Vitor Baptista, 45
11. Paulo Totaro, 40
Márcio Mauro, 40
13. SangHo Kim, 36
Vitor Genz, 36
15. Edson dos Reis, 33
Sérgio Jimenez, 33
17. Ricardo Fontanari, 29
Matheus Iorio, 29
19. Guilherme Bottura, 26
Gabriel Robe, 26
21. Paulo Sousa, 24
Galid Osman, 24
23. Leonardo Sanchez, 22
Átila Abreu, 22
25. Sergio Laurentys, 20
Henrique Tielas, 20
27. Marco Pisani, 18
Vinicius Valle, 18
29. Carol Aranha, 16
Raphael Abbate, 16
31. Edu Guedes, 0
Bruno Campos, 0
Ayman Darwich, 0
Nicolas Costa, 0
Gustavo Farah, 0
Pedro Nunes, 0

GT3 Sport
1. Lineu Pires, 72 pontos
Beto Gresse, 72

3. Caio Castro, 60
Tony Kanaan, 60
5. Paulo Totaro, 48
Márcio Mauro, 48
7. SangHo Kim, 42
Vitor Genz, 42
9. Edson dos Reis, 36
Sérgio Jimenez, 36
11. Ricardo Fontanari, 30
Matheus Iorio, 30
13. Guilherme Bottura, 24
Gabriel Robe, 24
15. Paulo Sousa, 18
Galid Osman, 18
17. Leonardo Sanchez, 12
Átila Abreu, 12
19. Sergio Laurentys, 6
Henrique Tielas, 6
21. Marco Pisani, 0
Vinicius Valle, 0
Edu Guedes, 0
Bruno Campos, 0
Carol Aranha, 0
Raphael Abbate, 0
Ayman Darwich, 0
Nicolas Costa, 0
Gustavo Farah, 0
Pedro Nunes, 0

GT3 Trophy
1. Paulo Totaro, 72 pontos
Márcio Mauro, 72

3. SangHo Kim, 60
Vitor Genz, 60
5. Edson dos Reis, 48
Sérgio Jimenez, 48
7. Sergio Laurentys, 42
Henrique Tielas, 42
9. Marco Pisani, 36
Vinicius Valle, 36
11. Carol Aranha, 30
Raphael Abbate, 30
13. Edu Guedes, 0
Bruno Campos, 0
Gustavo Farah, 0
Pedro Nunes, 0




O novíssimo Porsche 911 GT3 Cup 992 está confirmado para fazer sua estreia na Porsche Cup Sprint e Endurance em 2022.


Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.