FÓRMULA 1 – PAUL RICARD É UM CIRCUITO QUE INCLUI UM POUCO DE TUDO, EM DESAFIO INTERESSANTE PARA OS PILOTOS E EQUIPES

O P Zero Branco duro é o composto C2, o P Zero Amarelo médio é o C3, o P Zero Vermelho macio é o C4: estes são os três pneus nomeados para o GP de França neste fim de semana em Paul Ricard.

O palco do GP da França de F1 é um circuito bastante equilibrado, onde há um pouco de tudo: curvas rápidas e retas de grande aceleração, bem como seções mais lentas e técnicas. Isso tudo coloca cargas de energia média nos pneus, e é por isso que Paul Ricard é considerada uma boa pista para testes. Com 12 metros de largura, há muitas opções quando se trata de linhas e ultrapassagens: todas oferecendo um desafio interessante para os pilotos.

A reta Mistral – nomeada em homenagem ao famoso vento francês, que também pode atrapalhar o equilíbrio aerodinâmico dos carros – tem potencial para resfriar os pneus dianteiros. Isso pode afetar a curva Signes, imediatamente depois: a curva mais exigente de todo o circuito, feita de pé embaixo.

Sair da pista definitivamente é algo a ser evitado: as distintas marcações tricolores vermelhas, brancas e azuis contêm um material de alta fricção projetado para desacelerar os carros rapidamente, com alto risco de prejudicar os pneus.

A estratégia vencedora do ano passado foi a de duas paradas de Max Verstappen. Uma aposta, pois ele foi o único entre os líderes a parar duas vezes, com os que estavam atrás dele parando apenas uma vez. A tática valeu a pena quando o piloto da Red Bull assumiu a liderança novamente uma volta antes da bandeira quadriculada.




“O GP da França deste ano acontece quase um mês depois com relação ao do ano passado, quando choveu na manhã de domingo, então é justo esperar temperaturas mais quentes. A geração de pneus e compostos deste ano é diferente e mais resistente ao superaquecimento do que as versões de 13 polegadas usadas no ano passado, então teremos que ver como isso afeta a estratégia. Um pouco de história: Paul Ricard foi realmente onde nossos pneus de 18 polegadas para a era atual fizeram sua estreia, em um teste com a Renault e o piloto Sergey Sirotkin em 2019.”



Fórmula 2

A Fórmula 2 correrá na França pela primeira vez desde 2019. Os pneus P Zero Branco duros e P Zero Vermelho macios foram os indicados. Essa combinação também foi vista em quatro das oito rodadas anteriores deste ano, mais recentemente em Silverstone. Cada piloto tem cinco conjuntos de pneus slick (três duros e dois macios) para usar no fim de semana, que é composto por uma corrida de sprint no sábado à tarde com duração de 21 voltas e uma corrida de 30 voltas no domingo de manhã.

Testes da F1

Quatro equipes (Alpine, McLaren, Red Bull e Williams) permaneceram mais dois dias após o GP da Áustria para testar os pneus slick protótipo de 2023 da Pirelli. Aproximadamente 2.949 quilômetros de testes foram percorridos.

Copyright © 2022 Conexão Saloma. Todos os Direitos reservados

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verified by MonsterInsights