JUIZ DE FORA HISTÓRICA…

Galera, no blog se inicia a semana em homenagem Sétimo Encontro de Veículos Antigos – AVA –. As imagens são históricas. Corridas de rua são um atrativo a mais para o automobilísmo e os pegas na terrinha mineira era desafiador…
Vamos ao primeiro lote de história!

VICTÓRIO CASTEGLIANI e OSWALDO AMORIM, os maiores incentivadores do automobilísmo em Juiz de Fora

Largada estilo LeMans, na avenida Rio Branco, entre as ruas Oscar Vidal e Espírito Santo, 1968

Passagem das baratas pela avenida Rio Branco em frente a Catedral de Juiz de Fora, 1968 (galera, o que separa as baratas do público, uma corda esticada, e muita emoção)
Saloma(reprodução/material AVA/Luiz Carlos Fortes Braga)

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

20 comentários em “JUIZ DE FORA HISTÓRICA…

  • 30 de junho de 2008 em 11:22
    Permalink

    Saloma, impressionante, mesmo com chuva, a quantidade de gente assistindo a prova com seus guarda-chuvas. Me lembrei daquela prova dos mil quilômetros de Brasília de 1970 quando choveu muito e eu, meu irmão e um amigo, acampamos na grama no bacião da rodoviária e saímos para pegar umas cervejinhas e aí encontramos uma DKW que atravessou o meio fio e levou a barraquinha que a gente estava e não sobrou nada. Diz o marcio que foi a Deka do George Papas. Tá vendo, a cerveja salvou as nossas vidas.
    Jovino

    Resposta
  • 30 de junho de 2008 em 11:22
    Permalink

    Saloma, impressionante, mesmo com chuva, a quantidade de gente assistindo a prova com seus guarda-chuvas. Me lembrei daquela prova dos mil quilômetros de Brasília de 1970 quando choveu muito e eu, meu irmão e um amigo, acampamos na grama no bacião da rodoviária e saímos para pegar umas cervejinhas e aí encontramos uma DKW que atravessou o meio fio e levou a barraquinha que a gente estava e não sobrou nada. Diz o marcio que foi a Deka do George Papas. Tá vendo, a cerveja salvou as nossas vidas.
    Jovino

    Resposta
  • 30 de junho de 2008 em 12:25
    Permalink

    A Berlineta que aparece na Foto é a Josefine.

    Resposta
  • 30 de junho de 2008 em 12:25
    Permalink

    A Berlineta que aparece na Foto é a Josefine.

    Resposta
  • 30 de junho de 2008 em 16:18
    Permalink

    Jovino, viva a cerva…
    Caíque, é mais um marco na história da danada!
    LS

    Resposta
  • 30 de junho de 2008 em 16:18
    Permalink

    Jovino, viva a cerva…
    Caíque, é mais um marco na história da danada!
    LS

    Resposta
  • 30 de junho de 2008 em 23:51
    Permalink

    Esta berlineta pertenceu a Nelson Weiss,piloto de Juiz de Fora.Saloma ;obrigado cara nunca pensei que estas fotos fossem trazer tantos amigos de volta a JF como aconteceu neste domingo;quase todos os pilotos dos carros das fotos vieram se reencontrar aqui no 7°AVA
    valeu
    abraços
    luiz carlos

    Resposta
  • 30 de junho de 2008 em 23:51
    Permalink

    Esta berlineta pertenceu a Nelson Weiss,piloto de Juiz de Fora.Saloma ;obrigado cara nunca pensei que estas fotos fossem trazer tantos amigos de volta a JF como aconteceu neste domingo;quase todos os pilotos dos carros das fotos vieram se reencontrar aqui no 7°AVA
    valeu
    abraços
    luiz carlos

    Resposta
  • 1 de julho de 2008 em 00:00
    Permalink

    Luiz, a semana vai ser toda em homenagem a essa galera que nos empolgou no passado e nos colocou nesse pique de gasosa na veia!
    abs a todos aí…
    LS

    Resposta
  • 1 de julho de 2008 em 00:00
    Permalink

    Luiz, a semana vai ser toda em homenagem a essa galera que nos empolgou no passado e nos colocou nesse pique de gasosa na veia!
    abs a todos aí…
    LS

    Resposta
  • 2 de julho de 2008 em 14:01
    Permalink

    O Luiz Carlos da AVA, teve realmente uma boa idéia de reviver uma grande época de Juiz de Fora. Ganhar está corrida com uma berlineta debaixo de chuva, e ainda contra carros muito mais fortes, foi um fato que até hoje acho difícil de entender.
    Acho que realmente era o meu dia.
    Abraços,
    Nelson Weiss.

    Resposta
  • 2 de julho de 2008 em 14:01
    Permalink

    O Luiz Carlos da AVA, teve realmente uma boa idéia de reviver uma grande época de Juiz de Fora. Ganhar está corrida com uma berlineta debaixo de chuva, e ainda contra carros muito mais fortes, foi um fato que até hoje acho difícil de entender.
    Acho que realmente era o meu dia.
    Abraços,
    Nelson Weiss.

    Resposta
  • 2 de julho de 2008 em 14:53
    Permalink

    Nelson, é um prazer receber vc no boteco. Se não for pedir demais, faça um testemunho dessa prova, debaixo de chuva eque deve ter sido emocionante. manda material para colocar no blog e a galera se deliciar com a história
    automobilística da terrinha…
    abs
    LS

    Resposta
  • 2 de julho de 2008 em 14:53
    Permalink

    Nelson, é um prazer receber vc no boteco. Se não for pedir demais, faça um testemunho dessa prova, debaixo de chuva eque deve ter sido emocionante. manda material para colocar no blog e a galera se deliciar com a história
    automobilística da terrinha…
    abs
    LS

    Resposta
  • 6 de março de 2009 em 20:56
    Permalink

    Amigos, prabéns pelo blog e fazendo algumas correções: O nome do meu Pai era VICTÓRIO CASTEGLIANI, e alem do Nelson e Oswaldo Amorim, tinhamos pessoas, como: Marcelo Infante, José Carlos Tardio, Toninho Scio, o proprio Nelsinho Weiss, entre muitos outros, que abrilhantaram as corridas de Juiz de Fora e seu Km de Arrancada. O nome do nosso clube era “Motor Clube de Juiz de Fora”. Abraços.
    Gian

    Resposta
  • 6 de março de 2009 em 20:56
    Permalink

    Amigos, prabéns pelo blog e fazendo algumas correções: O nome do meu Pai era VICTÓRIO CASTEGLIANI, e alem do Nelson e Oswaldo Amorim, tinhamos pessoas, como: Marcelo Infante, José Carlos Tardio, Toninho Scio, o proprio Nelsinho Weiss, entre muitos outros, que abrilhantaram as corridas de Juiz de Fora e seu Km de Arrancada. O nome do nosso clube era “Motor Clube de Juiz de Fora”. Abraços.
    Gian

    Resposta
  • 5 de dezembro de 2011 em 14:53
    Permalink

    fiquei emocionado de ver estas fotos pois eu estava naquela plateia assistindo a corrida sesse dia nunca me esqueço disto eu tinha na epoca uns quinze anos de idade . Nelson wais deu uma carona para mim e um amigo meu num fusca vinho todo recortado num certo dia na rua são joão até o bom pastor ida evolta foi demais um abraçoNelsom se lembra disso?

    Resposta
  • 5 de dezembro de 2011 em 14:53
    Permalink

    fiquei emocionado de ver estas fotos pois eu estava naquela plateia assistindo a corrida sesse dia nunca me esqueço disto eu tinha na epoca uns quinze anos de idade . Nelson wais deu uma carona para mim e um amigo meu num fusca vinho todo recortado num certo dia na rua são joão até o bom pastor ida evolta foi demais um abraçoNelsom se lembra disso?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.