TCR SOUTH AMERICA – ETAPA 2 EM CURITIBA COM PROVA DE ENDURANCE TROUXE PILOTOS INTERNACIONAIS E NOVAS EQUIPES [14]

Segunda etapa da temporada inaugural do TCR South America, a prova de Curitiba teve previsão de 40 voltas ou uma hora de duração. Cada time foi livre para montar sua estratégia, mas o regulamento determina tempo mínimo de 20 minutos para cada piloto, janela de pit-stops entre as voltas 16 e 21 e troca mandatória de dois pneus em cada carro. 

A pole-position ficou com o Honda Civic #33, de Jose Manuel Sapag e Esteban Guerrieri. Na soma dos tempos eles ficaram 0.177 à frente do Hyundai Elantra, de Sergio Jimenez e Beto Monteiro, e 0.243 à frente do Honda Civic #77, de Raphael Reis e Valdeno Brito. O melhor colocado do grid na classe Trophy é o Alfa Romeo #16, de Fabio Casagrande e James Vance. O carro da equipe PropCar Racing marcou a sétima posição no domingo.

Grid de largada da prova de endurance no domingo:
1. #33 Jose Manuel Sapag () e Esteban Guerrieri ()
2. #12 Sergio Jimenez () e Beto Monteiro ()
3. #77 Raphael Reis () e Valdeno Brito ()
4. #25 Ayrton Chorne () e Pedro Aizza ()
5. #74 Pepe Oriola () e Marcelo Costa ()
6. #18 Thiago Marques () e Giovani Girotto ()
7. #16 Fabio Casagrande () e James Vance ()*
8. #17 Roy Block () e Tim Lewis ()*
9. #10 Adalberto Baptista ( e Alan Hellmeister ()*
10. #13 Digo Baptista () e Tom Coronel ()
11. #55 Tiel Andrade () e Ruslan Carta Filho ()*
*Classe Trophy


Largada da etapa 2 – endurance com disputa pela primeira posição
Fotos Duda Bairros – TCR South America
Disputa entre os carros #33 e #12, que acarretaria com punição para o #12, interpretado pelos comissários que o mesmo cortou caminho e ganhou a posição

A corrida foi movimentada desde a largada, com diversos carros se revezando na liderança. O Hyundai Elantra de Sergio Jimenez assumiu a liderança na largada ultrapassando o Honda #33 do pole Esteban Guerrieri.


Mas logo foi punido com drive-thru por realizar a manobra cortando a pista no “S” da curva 1 logo após uma disputa de largada segundo os comissários desportivos. Em questão de cinco voltas, o Audi #13 já aparecia em quarto com Digo Baptista vindo rápido. Jimenez também voltou forte depois da punição a brigar pelas primeiras posições


Na volta 12, Guerrieri, que liderava, entrou nos pits com pneu furado,
uma tônica na prova Foto Duda Bairros – TCR South America

O Honda #77, com Valdeno Brito, assumiu a ponta, com Digo Baptista em sua cola. O carro de segurança precisou ser acionado duas vezes entre as voltas 16 e 19


Digo em quarto perseguindo Brito
Foto Duda Bairros – TCR South America

Depois da relargada, Brito segurou a dianteira, bastante acossado por Digo e este por Jimenez. Guerrieri logo chegou para a disputa.


Jimenez recuperando o tempo perdido com a punição
Foto Duda Bairros – TCR South America

Os dois ponteiros entraram para o pit obrigatório na volta 23. A equipe W2 Pro GP foi 5.2s mais rápida na operação e devolveu Rapha Reis na liderança.


O holandês Tom Coronel assumiu o Audi #13 
Foto Duda Bairros – TCR South America

Em menos de cinco voltas Coronel colou no Honda Civic
Foto Duda Bairros – TCR South America

Reis se defendeu como era possível, especialmente nos contornos da curva da Vitória. O holandês insistiu até que a uma volta e meia da bandeirada Rapha Reis também teve um pneu furado.


Coronel foi o primeiro a ver a bandeirada
Foto Duda Bairros – TCR South America

O Elantra #12 de Beto Monteiro chega em segundo. A Alfa Romeo Giulietta #16, de Fabio Casagrande e James Vance completou o pódio e triunfou na classe Trophy. O Honda #77 passou pelo box, trocou o pneu furado e recebeu a bandeirada em quarto. Mas posteriormente herdou o terceiro lugar por infração do #16 no procedimento de pit, mas conservando a vitória na classe Trophy..


Pódio geral da segunda etapa
Foto Duda Bairros/ TCR South America

Pódio *Classe Trophy
Foto Duda Bairros/ TCR South America

TCR South America – Resultados – Curitiba:
1. #13 Digo Baptista () e Tom Coronel () 1h00:19.539
2. #12 Sergio Jimenez () e Beto Monteiro () +4.980
3. #77 Raphael Reis () e Valdeno Brito () +1:01.419
4. #16 Fabio Casagrande () e James Vance ()* +1:10.175
5. #25 Ayrton Chorne () e Pedro Aizza () -1 volta
6. #74 Pepe Oriola () e Marcelo Costa () -1volta
7. #10 Adalberto Baptista () e Alan Hellmeister ()* -2voltas
DNF #33 Jose Manuel Sapag () e Esteban Guerrieri ()
DNF #17 Roy Block () e Tim Lewis ()*
DNF #18 Thiago Marques () e Giovani Girotto ()*
DNF #55 Tiel Andrade () e Ruslan Carta Filho ()*

*Classe Trophy

Carros #16 e #17 punidos em 20s por irregularidades no procedimento de pit-stop


TCR South America – Classificação após duas etapas:
1. Pepe Oriola (ESP) 75
2. Digo Baptista (BRA) 68
3. Raphael Reis (BRA) 60
4. Ayrton Chorne (ARG) 50
5. Tom Coronel (HOL) 50
6. Sergio Jimenez (BRA)
7. Beto Monteiro (BRA) 44
8. Adalberto Baptista (BRA) 40
9. Valdeno Brito (BRA) 35
10. Paul Holton (EUA) 34
11. Fabio Casagrande (BRA) 33
12. Jose Manuel Sapag (ARG) 30
13. James Vance (CAN) 26
14. Pedro Aizza (BRA) 24
15. Marcelo Costa (BRA) 21
16. Guilherme Reischl (BRA) 18
17. Alan Hellmeister (BRA) 18
18. Esteban Guerrieri (ARG) 5
19. Roy Block (ARG), Tim Lewis (EUA), Geciel Andrade (BRA), Ruslan Carta Filho (BRA), Thiago Marques (BRA) e Giovani Girotto (BRA) 0

TCR South America – Campeonato de Equipes:
1. W2 Pro GP – Honda 135 pontos
2. Cobra Racing Team – Audi 108
3. Squadra Martino – Honda 80
4. PropCar Racing – Alfa Romeo 67
5. Scuderia CJ – Hyundai 44
6. MC Tubarão – Audi 18

O TCR South America desembarca em Nova Santa Rita, no dia 28 de agosto para a disputa da terceira etapa da primeira temporada na América do Sul, na pista do Velopark. O autódromo gaúcho foi palco dos primeiros testes privados da equipe MC Tubarão com o Audi e são esperadas as voltas de Geciel Andrade de Guilherme Reischl na etapa.

“É muito bom conquistar a primeira vitória na temporada. Estávamos muito rápido nos treinos, mas tivemos um probleminha eletrônico na quali que estava ativando o modo de segurança. Conseguimos resolver, largamos em último… Mas sabíamos que o nosso ritmo era bom.”
Digo Baptista
 
“Tivemos um problema elétrico, mas sabíamos que o carro era muito consistente. Eu mantive a pressão no piloto da frente e vi que ele estava com algumas dificuldades. Assim que ele estava com os pneus acabando eu coloquei mais pressão e deu certo.”
Tom Coronel
Foto Duda Bairros – TCR South America

“Foi uma boa estreia no campeonato. Tínhamos ritmo para vencer, mas o outro piloto deu na minha porta e tive que ir por fora. Não passei por lá porque quis, mas acho que, mesmo com drive-thru, chegar em segundo lugar não está nada mal.”
Sergio Jimenez
 
“Foi muito bom o resultado mas o duro foi a questão com os comissários. Achei a punição muito injusta. Eu fico muito feliz com o segundo lugar que não está nada mal.”
Beto Monteiro
 
“Apesar das dificuldades que tivemos, saímos daqui com a cabeça erguida. A gente mostrou o nosso potencial e nossa velocidade mesmo com o máximo de lastro que é de 60 quilos. Lideramos boa parte da corrida e nas últimas voltas o pneu furou… A categoria toda sofreu com esta questão dos pneus. Foi um banho de água fria acontecer isso na última volta, onde estávamos na liderança. O campeonato é longo, fizemos um quarto lugar e já descontamos um pouco em relação ao líder. Estamos provando que estamos rápidos independente da condição. Sempre falei que a pista de Curitiba é a pista que eu mais gosto de guiar e estava sentindo falta de correr aqui. Sou de Brasília, mas onde eu me sinto em casa mesmo é aqui.”
Raphael Reis
 
“Foi tudo maravilhoso até faltar uma volta e meia. A gente sabia o sofrimento que seria andar com 60 quilos a mais que todo mundo e o carro fica muito mais lento. Mesmo assim, largamos em terceiro e vínhamos fazendo uma corrida perfeita. Estou feliz de participar da corrida como convidado e é tudo que eu esperava. Eu achei o carro maravilhoso, ele é tudo que eu esperava e estava curioso para andar nele. Agora fica o gostinho de quero mais, de andar em mais provas e quem sabe participar da temporada toda no ano que vem. Agora é torcer pro Raphinha.”
Valdeno Brito
 
“Como foi o primeiro contato do James com o carro e eu ainda estou me readaptando com a corrida, a ideia era tentar largar bem, ter um ritmo bom e manter o carro até o final. A estratégia foi bem executada e deu certo.”
Fabio Casagrande
                                   
“Viemos para o Brasil com o objetivo de nos divertir e ver o que conseguimos fazer com esses Alfa Romeo. Receber a bandeirada em terceiro no geral e o primeiro na classe Trophy hoje é incrível. O TCR é ótimo e estou sem palavras. Agradeço a todos que fizeram isso acontecer. O Circuito é muito bom, bem fluido e a superfície dele é melhor que muitas que temos nos EUA”. 
James Vance


TCR South America – Endurance – Curitiba – Melhores Momentos

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.