ZAGATO MILANO

É uma barata que, quem a viu correr nas provas de rua e autódromos na terrinha não esquece. E quem a vê pela primeira vez se apaixona. Tem seu charme e continuando falando de Alfas, pinga na CP do boteco, enviado pelo brother Victão as imagens da barata Zagato Milano, não temos registros desse modelo por aqui, se os blogueiros de plantão souberem mandem bala, mas vale muito ver a “bela”…

…e vídeo de um tour que foi realizado no último final de semana, em Essen Rüttenscheid, Alemanha (2 de maio – “Tour de Ru”).

Vídeo do início do sexto “Tour de Ru”. Cerca de 120 participantes…
(reprodução)
Saloma

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

26 comentários em “ZAGATO MILANO

  • 6 de Maio de 2009 em 18:47
    Permalink

    ZR1 e ZR 2 ! Valem uma boa nota !
    Mas cuidado ! Há muitas falsas por ai !
    Nenhuma destas veio parar na república-das-bananas.

    Resposta
  • 6 de Maio de 2009 em 18:47
    Permalink

    ZR1 e ZR 2 ! Valem uma boa nota !
    Mas cuidado ! Há muitas falsas por ai !
    Nenhuma destas veio parar na república-das-bananas.

    Resposta
  • 6 de Maio de 2009 em 19:14
    Permalink

    ô maravilha.

    Que desfile.

    e aos 3’10” eis que surge garboso e lindão, ELE hehê..

    Resposta
  • 6 de Maio de 2009 em 19:14
    Permalink

    ô maravilha.

    Que desfile.

    e aos 3’10” eis que surge garboso e lindão, ELE hehê..

    Resposta
  • 6 de Maio de 2009 em 19:47
    Permalink

    M,
    Já ouvi que existe uma em Minas Gerais que raramente aparece. Se é réplica, não sei. Se é cascata, também não sei.

    Resposta
  • 6 de Maio de 2009 em 19:47
    Permalink

    M,
    Já ouvi que existe uma em Minas Gerais que raramente aparece. Se é réplica, não sei. Se é cascata, também não sei.

    Resposta
  • 6 de Maio de 2009 em 21:32
    Permalink

    Linda! Linda! Linda!

    Nunca tinha visto essa, chega a lembrar a Ferrari.

    É impressão minha ou a janela lateral é feita de acrílico?

    Que desfile, hein? Só carros de pedigrée.

    Parabéns pela matéria Vitão.

    Resposta
  • 6 de Maio de 2009 em 21:32
    Permalink

    Linda! Linda! Linda!

    Nunca tinha visto essa, chega a lembrar a Ferrari.

    É impressão minha ou a janela lateral é feita de acrílico?

    Que desfile, hein? Só carros de pedigrée.

    Parabéns pela matéria Vitão.

    Resposta
  • 6 de Maio de 2009 em 21:50
    Permalink

    Se há alguma é importação recente, feita sem a minha autorização !
    Mas acho que é cascata…

    Resposta
  • 6 de Maio de 2009 em 21:50
    Permalink

    Se há alguma é importação recente, feita sem a minha autorização !
    Mas acho que é cascata…

    Resposta
  • 6 de Maio de 2009 em 22:19
    Permalink

    A Alfa é simplesmente deslumbrante.

    Resposta
  • 6 de Maio de 2009 em 22:19
    Permalink

    A Alfa é simplesmente deslumbrante.

    Resposta
  • 7 de Maio de 2009 em 07:20
    Permalink

    O carro, se existe mesmo, deve ter sido trazido pelo S.V., com quem os mineiros costumam importar seus carros. E autorização? Que eu saiba é a Diretoria que assina a autorização ou então o amigo atualmente faz parte dos quadros da FBVA e eu não estou sabendo. Ou será consultoria? Tenho vários amigos lá dentro, na Diretoria Executiva, Regional RJ, Conselho Fiscal, etc… Em qual Depto você está. Vou acessar o site.

    Resposta
  • 7 de Maio de 2009 em 07:20
    Permalink

    O carro, se existe mesmo, deve ter sido trazido pelo S.V., com quem os mineiros costumam importar seus carros. E autorização? Que eu saiba é a Diretoria que assina a autorização ou então o amigo atualmente faz parte dos quadros da FBVA e eu não estou sabendo. Ou será consultoria? Tenho vários amigos lá dentro, na Diretoria Executiva, Regional RJ, Conselho Fiscal, etc… Em qual Depto você está. Vou acessar o site.

    Resposta
  • 12 de Maio de 2009 em 01:17
    Permalink

    O nome correto do carro é TZ1 (de Tubolare – o chassis tubular – Zagato – a carroceria, e nao ZR1 e 2. Foi primeiro carro desenvolvido pela Auto Delta, qua mais tarde viria a ser o braco de competicao da Alfa. Ja traziam os motores twin spark, mais tarde usados nas GTA. 124 produzidas, das quais 12 eram TZ2 (estas traziam carroceria de fibra, contra carroceria de aluminio das TZ1, com excessao das ultimas 4 TZ1, que tambem eram em fibra). Ha realmente muitas replicas e falsas. A lista completa dos chassis pode ser vista em http://wspr-racing.com/chassis/alfatz1.htm

    Resposta
  • 12 de Maio de 2009 em 01:17
    Permalink

    O nome correto do carro é TZ1 (de Tubolare – o chassis tubular – Zagato – a carroceria, e nao ZR1 e 2. Foi primeiro carro desenvolvido pela Auto Delta, qua mais tarde viria a ser o braco de competicao da Alfa. Ja traziam os motores twin spark, mais tarde usados nas GTA. 124 produzidas, das quais 12 eram TZ2 (estas traziam carroceria de fibra, contra carroceria de aluminio das TZ1, com excessao das ultimas 4 TZ1, que tambem eram em fibra). Ha realmente muitas replicas e falsas. A lista completa dos chassis pode ser vista em http://wspr-racing.com/chassis/alfatz1.htm

    Resposta
  • 12 de Maio de 2009 em 04:13
    Permalink

    Valeu @…agora vejo que o valor da barata é enorne, tanto finaceiro como histórico!

    Resposta
  • 12 de Maio de 2009 em 04:13
    Permalink

    Valeu @…agora vejo que o valor da barata é enorne, tanto finaceiro como histórico!

    Resposta
  • 12 de Maio de 2009 em 04:40
    Permalink

    E com o link, dá para ter uma rápida visão que a maioria está na Itália e EUA. Jaoão é tb um porto seguro de carros históricos. Não sei agora, mas a uns tempos atrás os japas estvam comprando tudo que aparecia de relevância histórica pela frente. E principalmente Ferraris e Alfas. E temos duas perdidas na Argentina. Na alemanha senão me engano tem de 3 a 4, daí não seria uma delas essa das fotos?

    Resposta
  • 12 de Maio de 2009 em 04:40
    Permalink

    E com o link, dá para ter uma rápida visão que a maioria está na Itália e EUA. Jaoão é tb um porto seguro de carros históricos. Não sei agora, mas a uns tempos atrás os japas estvam comprando tudo que aparecia de relevância histórica pela frente. E principalmente Ferraris e Alfas. E temos duas perdidas na Argentina. Na alemanha senão me engano tem de 3 a 4, daí não seria uma delas essa das fotos?

    Resposta
  • 12 de Maio de 2009 em 20:07
    Permalink

    Me permita nova intromissão:
    O Japão realmente tem muito carro bom. Em especial, muitas Alfas. Obvio, quem tem dinheiro pode comprar coisa boa… E eles tem.
    Um detalhe eh que, dizem, os maiores respossáveis pela “bolha” nos preços dos carros antigos lá pelos meados dos anos 90 foram justamente os japoneses. Neste caso, mais especificamente a Máfia japonesa, que tentou lavar dinheiro do crime usando o mercado de antigos. Compravem e vendiam a valores exorbitantes, fora da realidade, inflacionando em muito o valor das baratas…

    Resposta
  • 12 de Maio de 2009 em 20:07
    Permalink

    Me permita nova intromissão:
    O Japão realmente tem muito carro bom. Em especial, muitas Alfas. Obvio, quem tem dinheiro pode comprar coisa boa… E eles tem.
    Um detalhe eh que, dizem, os maiores respossáveis pela “bolha” nos preços dos carros antigos lá pelos meados dos anos 90 foram justamente os japoneses. Neste caso, mais especificamente a Máfia japonesa, que tentou lavar dinheiro do crime usando o mercado de antigos. Compravem e vendiam a valores exorbitantes, fora da realidade, inflacionando em muito o valor das baratas…

    Resposta
  • 12 de Maio de 2009 em 20:20
    Permalink

    Concordo @…e no YouTube, está repleto de vídeos de japas “bração” com as baratas acelerando pelas estradas ou autódromos!

    Resposta
  • 12 de Maio de 2009 em 20:20
    Permalink

    Concordo @…e no YouTube, está repleto de vídeos de japas “bração” com as baratas acelerando pelas estradas ou autódromos!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.