TCR SOUTH AMERICA – UM CAMPEONATO TOTALMENTE BRASILEIRO EM 2023 COM SEIS ETAPAS

Depois do sucesso da temporada inaugural do TCR South America, o Brasil será o próximo destino no plano de expansão da plataforma de corridas de turismo mais difundida no mundo. Em 2023, paralelamente ao campeonato sul-americano, será realizada a primeira edição do TCR Brasil.
Foto TCR South America

Em sua temporada de estreia a competição terá seis etapas nas principais pistas brasileiras. O promotor da categoria no Brasil é Mauricio Slaviero. Diretor do inovador ETCR (pioneiro campeonato de turismo para carros 100% elétricos) e que passa em 2022 a fazer parte do rol de campeonatos oficiais da FIA através do FIA ETCR e Touring Cup, Mauricio anteriormente esteve por anos em postos de liderança na promoção da Stock Car.

O nascimento do TCR Brasil marca o retorno de uma categoria de primeira linha para carros de tração dianteira no País. A última foi o Campeonato Brasileiro de Marcas, que deixou de ser promovido no fim de 2018.


Idealizado pelo italiano Marcello Lotti, o conceito do TCR foi desenvolvido em 2014 com um pacote técnico e desportivo pautado pelo controle de custos e competitividade. São elegíveis carros de tração dianteira com motores de linha turbo com capacidade de até 2.0 litros.

Além da Copa do Mundo de Turismo da FIA (WTCR) e do FIA Motorsport Games realizado pela primeira vez em 2019, os eventos TCR são disputados em mais de 30 campeonatos nacionais e regionais, como o TCR South America e o TCR Europe.

O rol de montadoras homologadas para os campeonatos de TCR é vasto e conta com marcas como Alfa Romeo, Audi, Cupra, Honda, Hyundai, Kia, Lada, Lynk & Co, MG, Opel, Peugeot, Renault, Subaru e Volkswagen. A Toyota Gazoo Racing desenvolve na Argentina o seu modelo, para estreia em 2022.



O pacote desportivo autoriza as montadoras a desenvolver, homologar e construir os carros de TCR disponível no mercado para equipes clientes que irão preparar as máquinas com suporte técnico dos fabricantes.

Como os regulamentos técnico e desportivo são os mesmos em todo o mundo, o conceito favorece o desenvolvimento de carreiras internacionais para pilotos e engenheiros e proporciona um mercado global dos carros de competição. A frota mundial de carros homologados para competir em provas de TCR supera “mil veículos”.

A temporada inaugural do TCR South America teve a participação de cinco equipes brasileiras: PropCar Racing (Alfa Romeo), Cobra Racing (Audi), W2 Pro GP (Honda), Scuderia CJ (Hyundai) e MC Tubarão (Audi). Para 2022, a Crown Racing já anunciou sua entrada no campeonato.



Além da participação das equipes brasileiras, o TCR Brasil poderá contar também com os times argentino e peruano que competiram no TCR South America em 2021 –bem como de qualquer outra organização com carros homologados para eventos TCR ao redor do mundo.


Mauricio Slaviero – “O conceito TCR revolucionou a cena das categorias de turismo em todo mundo. Com uma plataforma em bom custo/benefício, consegue entregar carros de diversas montadoras equalizados e a possibilidade de uma carreira internacional para equipes e pilotos. A temporada inaugural do TCR South America teve participação de mais de 50 pilotos, de oito diferentes nacionalidades. A maioria das equipes é brasileira, bem como uma parcela expressiva dos pilotos no grid. É enorme o potencial do TCR Brasil, que em sua temporada inaugural vai compartilhar com a TCR South America os eventos no Brasil e integrar eventos de outras categorias no restante do calendário”



Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

2 comentários em “TCR SOUTH AMERICA – UM CAMPEONATO TOTALMENTE BRASILEIRO EM 2023 COM SEIS ETAPAS

  • 3 de abril de 2022 em 11:39
    Permalink

    Como pode ser tão incompetente um diretor de prova como este na TCR de hoje o piloto na primeira fila sinalizando com absorta que estava com problema e ele larga mesmo assim e depois na da bandeira vermelha é muito vergonhoso ter um evento internacional com esta qualidade na direção de prova

    Resposta
    • 4 de abril de 2022 em 20:39
      Permalink

      Segundo CBA é um diretor argentino, envolvido com a categoria ! Vi alguns trechos e o espanto foi total! Um campeonato que vem somar! abs

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.