LA CARRERA PANAMERICANA – A CARRERA VITORIOSA DE RICARDO CORDERO E MARCO HERNÁNDEZ, VENCEDORES DA PROVA DE ESTRADA MAIS LONGA!

Ricardo Cordero e Marco Hernández são os vencedores do Carrera Panamericana de 2019. Depois de sete dias de corrida por todo o país, a dupla mexicana se mostrou vitoriosa em seu Studebaker Commander branco e preto.
Ricardo Cordero e Marco Hernández são os vencedores do Carrera Panamericana de 2019 Foto divulgação
DUPLA, CHEGARAM NA REAL DA CONQUISTA EM PRIMEIRO NA CARRERA?

Está começando agora. Quando você acorda no dia seguinte ao cruzar a linha de chegada, em primeiro lugar, e olha para o telefone e vê quinhentas notificações e setecentas mensagens – então começa ver que você alcançou algo realmente grande, que você “você ganhou La Carrera”! Estou incrivelmente orgulhoso do meu time, porque é apenas a nossa terceira Carrera na classe mais alta e vencê-la é realmente uma grande recompensa para todo o time.

QUAL FOI O MAIOR DESAFIO DURANTE A CARRERA?

No ano passado, tivemos um grande acidente. Este ano, fizemos o mesmo estágio e sabíamos quando estávamos nos aproximando do local do acidente que seria um momento muito difícil de superar. Quando nos dirigimos ao mesmo estágio pouco antes de chegar à Cidade do México, nossas cabeças estavam a mil, mas superamos isso e conseguimos superar nossas preocupações.

CONTE-NOS MAIS SOBRE O SEU STUDEBAKER. NÃO SE PARECE EM NADA COM O UM CARRO CLÁSSICO.

Oh não! Definitivamente não. A classe mais alta dos carros em “La Carrera Panamericana” tem cerca de 30% de peças originais e o restante é totalmente novo. Eu sempre brinco que a única coisa original no carro é partes da carroceria outros apêndices. O resto, em essência, é quase um chassi completo da Nascar. Na frente, temos um V8 grande com cerca de 540 cv, com o qual temos que lidar sem tecnologia embargada e duro na queda.

COMO VOCÊ SE PREPARA PARA UM EVENTO COMO ESTE, COMO PILOTO?

Para mim, não houve uma preparação específica real. Atualmente sou o campeão nacional mexicano de rally e piloto um Citroen DS3 WRC2, que já é um carro incrivelmente rápido, então estou acostumado a corridas em ritmo acelerado pelas estradas secundárias do país. O carro em si permanecerá na oficina por cerca de cinco meses e, em seguida, o faremos para uma série de testes e até participaremos de alguns eventos locais de arrancada. Esses eventos são sempre divertidos, porque você logo percebe o quão rápido esse carro é. A última vez que fiz o mesmo evento duas vezes. Eu dirigi um Mitsubishi Lancer Evo pela primeira vez e quebrei muitos recordes, mas na segunda vez que participei, o Studebaker acabou com todos eles!

QUAL FOI O DESTAQUE PARA VOCÊ ALÉM DE CRUZAR A LINHA DE CHEGADA EM DURANGO?

Um dos meus palcos favoritos é o Mil Cumbres, porque é uma estrada incrível, mas, mais importante, eu costumava pilotar para o clube local em Morelia, por isso tenho muito apoio nessa região. Competir lá com esta máquina é realmente incrível.


Estendendo-se por 3.200 quilômetros, a Carrera é um verdadeiro teste do homem e da máquina. O evento leva seus competidores do litoral de Veracruz, através das montanhas acima de Morelia aos desertos de Durango, servindo um panorama espetacular após o outro. Adicione ao grid eclético de carros mistos e você terá uma experiência inesquecível que de alguma forma se repete ano após ano.

[reprodução]

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.