UMARAS E VEMAG, UMA HISTÓRIA…#3

Olá, um casamento de algum sortudo que consumou um casamento com uma multidão de convidados risonhos, tudo mundo feliz a bordo de um DKW, um vemaniaco que ainda não conheço, mas essa foto me remetou a um passado que teria sido presente e meu futuro que se foi para sempre….

São cenas que teriam sido tomadas também comigo com a minha ex-futura esposinha, tivesse contraido nupcias com Vania e o agressivo sogrão, João Burgas ficaria feliz por ter o retrato de suas filhas pendurado na parede, as 3 filhas fotografadas durante o sábado (durante o dia-claro) naquela praça arborizada, todas filhas seriam fotografadas em anos distantes entre si mas tudo no mesmo local, era um rito quase religioso búlgaro que o sogrão insistia em perpetuar, no meu caso poderia ser um lindo DKW e até uma limusine Fissore rara e branca teria sido alugada para o grande evento, viveríamos, respirariamos e expirariamos sob a égide e logotipo DKW VEMAG – para sempre. João Burgas uma noite se sentiu mal, dona Elvira a sogrinha, foi chamar Rubens Coral o genro que morava na parte cima da casa, o desgraçado havia bebido um bocado, a Vemaguet coral dele toda estropiada que deveria conduzir o velho ao hospital também estava internada na oficina boca de porco do Jacare. Dona Elvira ordenou que ele chamasse um táxi….
Enquanto isso ela e as filhas se debruçaram sobre o moribundo que urrava em angústia no silêncio da madrugada puxando violentamente o lençol da cama que logo mais seria o manto de sua mortalha, logo mais não era mais João Burgas, mas um bolofo corpo e tudo que restava era um rosto emaciado, uma espantosa mascara de dor, de traços simplificados em cuja expressão nada mais era possivel ler senão sofrimento, espanto, repugnancia e horror. Dona Elvira dispensou o taxi, chamou o médico para atestar o óbto e ato continuo o carro funerário para sua última viagem até a sepultura e não foi conduzido por um DKW porque esse carro nao comporta um caixão, mas um furgão Studebaker preto fôsco com uma cruz mortuaária pintada na porta encerrou para sempre a atividade desse homem que liderou a familia com mão de ferro, com absolutismo e atitude centralizadora. Será que o DKW estivesse em forma teria livrado o velho das garras da morte???
(reprodução/fotos Mattos)

UMARAS

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

8 comentários em “UMARAS E VEMAG, UMA HISTÓRIA…#3

  • 14 de setembro de 2008 em 12:07
    Permalink

    História interessante. Quantos casamentos já não se consumaram a borde de um Belcar em épocas passadas e até hoje, pois o carrinho é bem bonito e tem 4 portas, que facilita bastante o transporte da noiva.
    Jovino

    Resposta
  • 14 de setembro de 2008 em 12:07
    Permalink

    História interessante. Quantos casamentos já não se consumaram a borde de um Belcar em épocas passadas e até hoje, pois o carrinho é bem bonito e tem 4 portas, que facilita bastante o transporte da noiva.
    Jovino

    Resposta
  • 15 de setembro de 2008 em 18:49
    Permalink

    MM, umas partes são, outras são relatos de parceiros passados na época da existência da Vemag…

    Resposta
  • 15 de setembro de 2008 em 18:49
    Permalink

    MM, umas partes são, outras são relatos de parceiros passados na época da existência da Vemag…

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2010 em 15:01
    Permalink

    uma vez consegui assistir um video da fabricaçao do dkv , mas n sei por qual motivo n encontro nos arquirvos de voces!!!!e possivel colocarem de novo? um abraço , um fanatico pelo dkv!!!

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2010 em 15:01
    Permalink

    uma vez consegui assistir um video da fabricaçao do dkv , mas n sei por qual motivo n encontro nos arquirvos de voces!!!!e possivel colocarem de novo? um abraço , um fanatico pelo dkv!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *