TARUMÃ, SUA INAUGURAÇÃO EM FOTOS…

Fabio Poppi, atenado como sempre, manda essas imagens históricas da inauguração do Autódromo de Tarumã, em Viamão, RS, em 8 de novembro de 1970.
Mas vamos as provas…

Prova Antonio Pegoraro, para carros de até 1300cc, um monte de VW 1300cc, Ford Corcel e alguns DKW. E foi exatamente um Ford Corcel que teve a honra de ganhar a primeira prova no autódromo, pilotado por Decio Michel.

Prova cidade de Viamão, para carros de 1301 a 1600 cc, essa é especial para o Saloma, porque seu conterrâneo, Mário Olivetti, participou de Fusca e chegou em segundo, depois de um briga acirrada com o Ford Corcel de Fernando Esbroglio e Fusca de Ronald Berg. Mas foi uma covardia para cima dos Cavalinhos da Ford, eram somente 3 contra 24 pinicos.

A terceira prova foi de carros de 1601 a 3000 cc, com diversos FNM e Simcas que já não eram fabricados desde 1967, mas tinham seu público fiel. A vitória coube ao FNM do paulista Milton Oliveira, beirando a média dos motores 1300cc, seguido de dois Simca e do FNM de Lauro Maurmann, piloto gaúcho. Registro para o sexto lugar de Ivan Iglesias, que viria a morrer em terrível acidente ma mesma pista em 1973.
Prova Tarumã reuniu carros de 3001 a 6000 cc, Opalão. Passeio de Pedro Victor de Lamare, seguido de Carlos Alberto Sgarbi, do paranaense Altair Barranco e em quarto, o primeiro gaúcho, Ismael Chaves Barcellos.
Prova principal, com 40 voltas, também marcou a penúltima aparição de Luis Pereira Bueno com o protótipo Bino. Era um dos favoritos junto com Jaime Silva/Fúria FNM e Camilo Cristofaro/Chevrolet 18. Completando o grid, Pumas, Malzonis (#9 Henrique Iwers), Opalas e alguns protótipos e até carreteiras Corvette e Ford de 5 litros. Jaime Silva ganhou com a diferença de 14 segundos sobre Luizinho P. Bueno, na mais importante vitória do Fúria nas pistas. Terceiro, Puma de Freddy Giorgi, com a carretera de Camilo uma volta atrás. O melhor gaúcho foi Antonio Carlos Monteiro, com o AC-VW, seguido de Fernando Esbroglio e de Breno Fornari, vencedor de 3 edições das Mil Milhas nos anos 50.
As fotos tiradas pela “fotógrafa Mor” do clã Barbosa, que documentou a corrida do pai do Vicente (que cedeu as imagens para o Fabio Poppi), Seu Barbosa.

Ele esta sentado no Alfa #25, que o próprio Fabio está finalizando em papermodel pro Vicente guardar de recordação.

Aparece tambem seus mecânicos com chapeu de palha (equipamento de segurança?) e reparem no Malzoni #9 de Henrique Iwers, parado atrás dos boxes.

Imagens do Mirage fumando o motor. Belo pega do Fúria, Bino Mark II e o protótipo JK que, e uma panca das fuca.
Agora os comentários dos matuzas do sul, se faz necessário…
 (reprodução/acervo Vicente G. Barbosa/Blog Automobilismo Brasileiro/Carlos de Paula)

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

56 comentários em “TARUMÃ, SUA INAUGURAÇÃO EM FOTOS…

  • 23 de setembro de 2008 em 15:07
    Permalink

    Isto que era automobilismo, né Saloma!!
    Belas fotos de uma época em que existiam várias categorias e autódromos cheios de público.
    Maravilha.
    Jovino

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 15:07
    Permalink

    Isto que era automobilismo, né Saloma!!
    Belas fotos de uma época em que existiam várias categorias e autódromos cheios de público.
    Maravilha.
    Jovino

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 15:24
    Permalink

    Mário Olivetti de Fusca???? Esta nunca soube…
    Gostei da Simca com rodas de Opala Envemo…

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 15:24
    Permalink

    Mário Olivetti de Fusca???? Esta nunca soube…
    Gostei da Simca com rodas de Opala Envemo…

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 17:59
    Permalink

    Humm…na quinta e sexta fotos aparecem um Simca de Guaporé (vejam no pára-lams AGA – Associação Guaporense de Automobilismo..). Será o ex-prefeito e piloto Nélson Barro, construtor do autódromo de Guaporé ?

    Pessoal aí do Sul, confirmem por favor…

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 17:59
    Permalink

    Humm…na quinta e sexta fotos aparecem um Simca de Guaporé (vejam no pára-lams AGA – Associação Guaporense de Automobilismo..). Será o ex-prefeito e piloto Nélson Barro, construtor do autódromo de Guaporé ?

    Pessoal aí do Sul, confirmem por favor…

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 18:57
    Permalink

    Na segunda foto com os tres fuscas, aparece bem o guard-rail assassino da curva 1.
    Reparem na altura livre do chão: Foi por esse buraco que Giovanni Salvati mergulhou, numa ultrapassagem infeliz sobre Wilson Fittipaldi.
    Morreu ali mesmo, decapitado.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 18:57
    Permalink

    Na segunda foto com os tres fuscas, aparece bem o guard-rail assassino da curva 1.
    Reparem na altura livre do chão: Foi por esse buraco que Giovanni Salvati mergulhou, numa ultrapassagem infeliz sobre Wilson Fittipaldi.
    Morreu ali mesmo, decapitado.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 01:00
    Permalink

    Alguém nos poderia dar maiores informações sobre a carreira de Giovani Salvatti, morto em um acidente em Tarumã? Lembro-me do vagamente do ocorrido, porém não tenho maiores informações com relação ao acontecimeno. Pelo uqe sei, ocoreu em um treino não autorizado. Estou certo?
    Abraço;
    Vecchio

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 01:00
    Permalink

    Alguém nos poderia dar maiores informações sobre a carreira de Giovani Salvatti, morto em um acidente em Tarumã? Lembro-me do vagamente do ocorrido, porém não tenho maiores informações com relação ao acontecimeno. Pelo uqe sei, ocoreu em um treino não autorizado. Estou certo?
    Abraço;
    Vecchio

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 08:38
    Permalink

    Saloma, essas imagens são incríveis. Exceção às da revista Auto Esporte que fez a cobertura do evento, essas são as primeiras fotos coloridas que vejo da inauguração. Coincidentemente, consegui um exemplar dessa AE no último Domingo no Tarumã e estou preparando um post especial sobre isso. São cerca de seis páginas, com todos os detalhes.

    Agora lembrei que no recém lançado livro do Tarumã, há mais algumas fotos coloridas muito boas.

    Joaquim, o Simca da AGA é realmente o Nelson Barro, número 34.

    Parabéns por esse achado. Se me permites, Saloma, farei a divulgação lá no Blog.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 08:38
    Permalink

    Saloma, essas imagens são incríveis. Exceção às da revista Auto Esporte que fez a cobertura do evento, essas são as primeiras fotos coloridas que vejo da inauguração. Coincidentemente, consegui um exemplar dessa AE no último Domingo no Tarumã e estou preparando um post especial sobre isso. São cerca de seis páginas, com todos os detalhes.

    Agora lembrei que no recém lançado livro do Tarumã, há mais algumas fotos coloridas muito boas.

    Joaquim, o Simca da AGA é realmente o Nelson Barro, número 34.

    Parabéns por esse achado. Se me permites, Saloma, farei a divulgação lá no Blog.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 10:56
    Permalink

    Manda vê Sanco…
    abs
    LS

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 10:56
    Permalink

    Manda vê Sanco…
    abs
    LS

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 11:24
    Permalink

    Alguem pode me fala com precisao que carro é aquele mandando o motor pro espaço bem na frente do opalão do De Lamare?

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 11:24
    Permalink

    Alguem pode me fala com precisao que carro é aquele mandando o motor pro espaço bem na frente do opalão do De Lamare?

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 12:20
    Permalink

    Vecchio,
    Publiquei alguma coisa sobre o acidente do Salvatti lá no Blog. Porcure pelo nome dele nos marcadores.

    Fábio,
    A barata mandando o motor pro espaço eu acho que era o José Moraes, no Mirage (ex-Geraldes Special). Estou certo, pessoal?

    Saloma,
    Agora que me dei conta. A última foto, que mostra o pega do Luisinho e do Jaime Silva está invertida! É na saída do Tala Larga.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 12:20
    Permalink

    Vecchio,
    Publiquei alguma coisa sobre o acidente do Salvatti lá no Blog. Porcure pelo nome dele nos marcadores.

    Fábio,
    A barata mandando o motor pro espaço eu acho que era o José Moraes, no Mirage (ex-Geraldes Special). Estou certo, pessoal?

    Saloma,
    Agora que me dei conta. A última foto, que mostra o pega do Luisinho e do Jaime Silva está invertida! É na saída do Tala Larga.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 12:23
    Permalink

    Tem certeza, recebi assim e assim foi. Confirme direitinho isso, daí dou flipada na bagaça e puxo a orelha de quem enviou…

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 12:23
    Permalink

    Tem certeza, recebi assim e assim foi. Confirme direitinho isso, daí dou flipada na bagaça e puxo a orelha de quem enviou…

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 14:14
    Permalink

    Salom eu nao tenho culpa se revelaram do avesso mas o sanco tem razao a curva é pra direita e nao pra esquerda.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 14:14
    Permalink

    Salom eu nao tenho culpa se revelaram do avesso mas o sanco tem razao a curva é pra direita e nao pra esquerda.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 14:17
    Permalink

    Vou flipar a bagaça…tá dando para me dedicar um pouco ao boteco aqui do HSL…por isso estou meio que no ar com a galera.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 14:17
    Permalink

    Vou flipar a bagaça…tá dando para me dedicar um pouco ao boteco aqui do HSL…por isso estou meio que no ar com a galera.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 14:23
    Permalink

    Salom eu nao tenho culpa se revelaram do avesso mas o sanco tem razao a curva é pra direita e nao pra esquerda.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 14:23
    Permalink

    Salom eu nao tenho culpa se revelaram do avesso mas o sanco tem razao a curva é pra direita e nao pra esquerda.

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 16:14
    Permalink

    Lindas Fotos, realmente o automobilismo dos anos 60 e 70, apesar de todas as limitações, era muito, mas muito mais interessante que as modorrentas categorias monomarca que vieram depois e a supertecnológica Stock-Autorama atual. Prá mim só uma ou outra categoria das atuais se salva, como a Formula Truck, Picapes e a Superclassic. E olha lá, pois se continuarem alterando os regulamentos a cada ano, logo mais nem essas vão se salvar. Que Alá ilumine a cabeça dos nossos cartolas. Mas fiquei curioso para ver uma foto do Corcel vencedor da Prova Antonio Pegoraro e dos outros que correram na Viamão, ninguém tem?

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 16:14
    Permalink

    Lindas Fotos, realmente o automobilismo dos anos 60 e 70, apesar de todas as limitações, era muito, mas muito mais interessante que as modorrentas categorias monomarca que vieram depois e a supertecnológica Stock-Autorama atual. Prá mim só uma ou outra categoria das atuais se salva, como a Formula Truck, Picapes e a Superclassic. E olha lá, pois se continuarem alterando os regulamentos a cada ano, logo mais nem essas vão se salvar. Que Alá ilumine a cabeça dos nossos cartolas. Mas fiquei curioso para ver uma foto do Corcel vencedor da Prova Antonio Pegoraro e dos outros que correram na Viamão, ninguém tem?

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 22:04
    Permalink

    Belas fotos, dia inesquecível, público enorme.
    Falou-se de Fernando Esgbróglio, apenas uma corrreção, não correu de Corcel, venceu a prova na classe até 1600, aparece na foto, capô vermelho, para-lama esquerdo amarelo.
    A foto da disputa está correta, foi tirada da entrada e foca a saída, a curve realmente é para a direita e, com algum esforço, percebe-se o número 47 do Bino.
    Na mesma foto, o protótipo à frente parece um Regente, não JK, acho que é Breno Fornari.
    Giovanni Salvatti morreu em corrida mesmo, como foi dito, numa tentativa de ultrapassagem sobre o Wilsinho.
    Abraços a todos
    Paulo Schütz

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 22:04
    Permalink

    Belas fotos, dia inesquecível, público enorme.
    Falou-se de Fernando Esgbróglio, apenas uma corrreção, não correu de Corcel, venceu a prova na classe até 1600, aparece na foto, capô vermelho, para-lama esquerdo amarelo.
    A foto da disputa está correta, foi tirada da entrada e foca a saída, a curve realmente é para a direita e, com algum esforço, percebe-se o número 47 do Bino.
    Na mesma foto, o protótipo à frente parece um Regente, não JK, acho que é Breno Fornari.
    Giovanni Salvatti morreu em corrida mesmo, como foi dito, numa tentativa de ultrapassagem sobre o Wilsinho.
    Abraços a todos
    Paulo Schütz

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 22:27
    Permalink

    Boa Paulo…pela frente arrendondada e as lanternas traseiras, protótipo Regente…

    Resposta
  • 24 de setembro de 2008 em 22:27
    Permalink

    Boa Paulo…pela frente arrendondada e as lanternas traseiras, protótipo Regente…

    Resposta
  • 5 de março de 2009 em 17:25
    Permalink

    Na 4a. foto o fusca que está sendo “embandeirado” é o meu amigo Sérgio Blauth, de São Sebastião do Caí-RS.

    Resposta
  • 5 de março de 2009 em 17:25
    Permalink

    Na 4a. foto o fusca que está sendo “embandeirado” é o meu amigo Sérgio Blauth, de São Sebastião do Caí-RS.

    Resposta
  • 23 de janeiro de 2010 em 10:31
    Permalink

    queria saber quando sera os testes para piloto em viamao

    Resposta
  • 23 de janeiro de 2010 em 10:31
    Permalink

    queria saber quando sera os testes para piloto em viamao

    Resposta
  • 13 de abril de 2010 em 10:50
    Permalink

    Gostei do comentario sobre meu pai (Ivan Iglesias) é o primeiro blog que fala da morte dele sem comentar primeiro a morte de Pedro C. Pereira

    Resposta
  • 13 de abril de 2010 em 10:50
    Permalink

    Gostei do comentario sobre meu pai (Ivan Iglesias) é o primeiro blog que fala da morte dele sem comentar primeiro a morte de Pedro C. Pereira

    Resposta
  • 13 de abril de 2010 em 11:05
    Permalink

    Deborah…ao bem da verdade, nós aqui no boteco somos “primeiro” em tudo!!! E apareça sempre…

    Resposta
  • 13 de abril de 2010 em 11:05
    Permalink

    Deborah…ao bem da verdade, nós aqui no boteco somos “primeiro” em tudo!!! E apareça sempre…

    Resposta
  • 12 de junho de 2010 em 20:46
    Permalink

    Ola Deborah.
    Legal encontrar vc depois de tanto tempo.
    Acredito que lembre da minha pessoa, dos tempos de Dr. Timoteo.

    []’s Walter

    Resposta
  • 12 de junho de 2010 em 20:46
    Permalink

    Ola Deborah.
    Legal encontrar vc depois de tanto tempo.
    Acredito que lembre da minha pessoa, dos tempos de Dr. Timoteo.

    []’s Walter

    Resposta
  • 15 de novembro de 2010 em 23:59
    Permalink

    Eu estava lá na inalguração,eu tinha 15 anos,hoje estou com 55anos,ja se passaran 40 anos cara,e até hoje tenho na lembrança aquele dia.Eu éra um menino,fazia parte da equipe Reginatto que tinha como pilotos os dois filhos do sr Aldo Reginatto.Os pilotos=LIno Reginatto e Denis Reginatto.Mecânicos= o véio Reginatto,o Celso que éra funcionário na retificadora e eu Adair,eu desfilava nos box com aquele cracha no macacão de mecânico chei de razão.O véio Reginatto éra gordo pesava mais de 200Kg.Na categoria 1600b quem ganhou foi o gordo Esbroglio,nesta época ele trabalhava na Radio Continental,e o seu patrocinador éra à CIPAR Rolamentos.Fomos uns dos primeiros à entrar e uns dos últimos à sair.Tambem vi à morte do Salvatti,eu estava nos box e vi o desespero da mulher dele,tambem vi por lá o pai do Deimon Rhiu o Grham Rhiu cheio de mulher na sua volta.Wilsinho Fitipaldi,José Carlos Pace,e o alemão que corria pela LOTTOS que éra companheiro do AIRTON SENA,todos esses malucos eu encontrei por lá.

    Resposta
  • 15 de novembro de 2010 em 23:59
    Permalink

    Eu estava lá na inalguração,eu tinha 15 anos,hoje estou com 55anos,ja se passaran 40 anos cara,e até hoje tenho na lembrança aquele dia.Eu éra um menino,fazia parte da equipe Reginatto que tinha como pilotos os dois filhos do sr Aldo Reginatto.Os pilotos=LIno Reginatto e Denis Reginatto.Mecânicos= o véio Reginatto,o Celso que éra funcionário na retificadora e eu Adair,eu desfilava nos box com aquele cracha no macacão de mecânico chei de razão.O véio Reginatto éra gordo pesava mais de 200Kg.Na categoria 1600b quem ganhou foi o gordo Esbroglio,nesta época ele trabalhava na Radio Continental,e o seu patrocinador éra à CIPAR Rolamentos.Fomos uns dos primeiros à entrar e uns dos últimos à sair.Tambem vi à morte do Salvatti,eu estava nos box e vi o desespero da mulher dele,tambem vi por lá o pai do Deimon Rhiu o Grham Rhiu cheio de mulher na sua volta.Wilsinho Fitipaldi,José Carlos Pace,e o alemão que corria pela LOTTOS que éra companheiro do AIRTON SENA,todos esses malucos eu encontrei por lá.

    Resposta
  • 30 de dezembro de 2010 em 21:04
    Permalink

    Meu caro Saloma
    Tive o prazer de te conhecer no Velopark, quando da última prova do ano 2010 da Fórmula Classic, quando pilotyei o Renault “Rabo Quente” 1948, número 34.
    Belas fotos de Tarumã na década de 70. Observei uma Simca de cor escura, formando o grid com uma Alfa/JK. Aquela Simca era pilotada pelo “alemãozinho” WALTER SCHUCK, cujo pai Laurinho, grande médico, fez o parto de um dos meus filhos. No carro se vê estampado “Lustres Tulipan”, que eram produtos da metalúrgica mantida por muitos anos pela familia.
    É isso aí amigo, a memória está em nossos cérebros e muitos fatos ficam gravados.
    FELIZ ANO NOVO
    Um forte abraço
    Tibiriçá / “Rabo Quente” número 34

    Resposta
  • 30 de dezembro de 2010 em 21:04
    Permalink

    Meu caro Saloma
    Tive o prazer de te conhecer no Velopark, quando da última prova do ano 2010 da Fórmula Classic, quando pilotyei o Renault “Rabo Quente” 1948, número 34.
    Belas fotos de Tarumã na década de 70. Observei uma Simca de cor escura, formando o grid com uma Alfa/JK. Aquela Simca era pilotada pelo “alemãozinho” WALTER SCHUCK, cujo pai Laurinho, grande médico, fez o parto de um dos meus filhos. No carro se vê estampado “Lustres Tulipan”, que eram produtos da metalúrgica mantida por muitos anos pela familia.
    É isso aí amigo, a memória está em nossos cérebros e muitos fatos ficam gravados.
    FELIZ ANO NOVO
    Um forte abraço
    Tibiriçá / “Rabo Quente” número 34

    Resposta
  • 30 de dezembro de 2010 em 21:10
    Permalink

    Meu caro Saloma
    Tive o prazer de te conhecer no Velopark, quando da última prova do ano 2010 da Fórmula Classic, quando pilotyei o Renault “Rabo Quente” 1948, número 34.
    Belas fotos de Tarumã na década de 70. Observei uma Simca de cor escura, formando o grid com uma Alfa/JK. Aquela Simca númeral 26 era pilotada pelo “alemãozinho” WALTER SCHUCK, cujo pai Laurinho, grande médico, fez o parto de um dos meus filhos. No carro se vê estampado “Lustres Tulipan”, que eram produtos da metalúrgica mantida por muitos anos pela familia.
    É isso aí amigo, a memória está em nossos cérebros e muitos fatos ficam gravados.
    FELIZ ANO NOVO
    Um forte abraço
    Tibiriçá / “Rabo Quente” número 34

    Resposta
  • 30 de dezembro de 2010 em 21:10
    Permalink

    Meu caro Saloma
    Tive o prazer de te conhecer no Velopark, quando da última prova do ano 2010 da Fórmula Classic, quando pilotyei o Renault “Rabo Quente” 1948, número 34.
    Belas fotos de Tarumã na década de 70. Observei uma Simca de cor escura, formando o grid com uma Alfa/JK. Aquela Simca númeral 26 era pilotada pelo “alemãozinho” WALTER SCHUCK, cujo pai Laurinho, grande médico, fez o parto de um dos meus filhos. No carro se vê estampado “Lustres Tulipan”, que eram produtos da metalúrgica mantida por muitos anos pela familia.
    É isso aí amigo, a memória está em nossos cérebros e muitos fatos ficam gravados.
    FELIZ ANO NOVO
    Um forte abraço
    Tibiriçá / “Rabo Quente” número 34

    Resposta
  • 10 de fevereiro de 2012 em 08:42
    Permalink

    Pezado Saloma. É uma lastima que você tenha deixado de postar os lendários DKWs, que mesmo tendo sua fabricação interrompida em 1967,eram um terror para os Fucas e Corcel.
    Saudações,Nelson Ely

    Resposta
  • 10 de fevereiro de 2012 em 08:42
    Permalink

    Pezado Saloma. É uma lastima que você tenha deixado de postar os lendários DKWs, que mesmo tendo sua fabricação interrompida em 1967,eram um terror para os Fucas e Corcel.
    Saudações,Nelson Ely

    Resposta
  • 10 de fevereiro de 2012 em 11:14
    Permalink

    Concordo sobre os DKW, mesmo porque o meu primeiro contato com carro de corrida foi um Deka do meu saudoso primo. Mas não tenho material deste evento com DKW…sorry!

    Resposta
  • 10 de fevereiro de 2012 em 11:14
    Permalink

    Concordo sobre os DKW, mesmo porque o meu primeiro contato com carro de corrida foi um Deka do meu saudoso primo. Mas não tenho material deste evento com DKW…sorry!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *