O VÔO DO CARCARÁ – 212,903 km/h – 29 de junho de 1966

O streamlined Carcará, obra conjunta de Jorge Lettry, Anísio Campos e Rino Malzoni em 1966,  fez tentativa de quebra de recorde brasileiro de velocidade absoluta numa estrada da Barra da Tijuca, no Rio de janeiro..

Numa época em que as equipes de fábrica notadamente a Vemag se retiravam das pistas, o anúncio de tal feito soava no mínimo estranho, uma vez que tentativas de recordes há muito não eram disputados.
Na manhã do dia 29 de junho o Carcará, um bólido de carroceria de alumínio, chassi oriundo de um Fórmula Jr, motor DKW de 1.100 cc e calculados 104 HP passaria à história como o primeiro veículo nacional a estabelecer um recorde absoluto de velocidade, sob o comando do piloto carioca Norman Casari.

Em duas tentativas, Casari cravou a média de 212,903, devidamente registrada com cronometragem especial e assistida por comissários técnicos e desportivos, que homologaram o recorde.
Não que esta velocidade não tivesse sido alcançada antes, mas foi a primeira vez que um carro especialmente construído e com mecânica inteiramente nacional conseguia a façanha.
(arquivo site Óbvio)

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *