GP DOS "D"IFUSORES, A BRAWN GP VENCEU!

Tribunal de apelo rejeitou a queixa contra os difusores de Brawn, Williams e Toyota. Os resultados valem. Jenson Button é o líder do mundial e a Brawn tem caminho aberto para fazer história no ano de estréia. Com base nos argumentos e provas apresentados, concluiram que os comissários agiram de forma correta ao considerarem que os carros em questão estavam em conformidade perante os regulamentos aplicáveis.

“O difusor “2 andares” deverá agora ser usado pelas restantes equipas, assim que o tiverem disponível. A Renault deverá apresentar já no Barhain o seu, mas é provável que só no GP de Espanha ou mesmo Turquia todos estejam a funcionar de igual para igual. E aí, a Brawn GP pelo andar da carruagem, terá já um avanço monumental”.
Kimi Raikkonen afirmou há dias que a decisão seria vital para o campeonato do mundo, pois se os difusores fossem aprovados, ninguém mais este ano chegaria aos Brawn na pontuação, mesmo que na pista a partir da Europa as coisas possam equilibrar – a choradeira “rossa” começou. Ontem Felipe Massa afirmou que “Se a FIA não proibir esse recurso, o campeonato já acabou porque só teremos algo semelhante no GP de Mónaco ou Turquia, quando a Brawn estará muito à frente na classificação” – não disse.
Ross Brawn sai vitorioso, como sai Frank Williams e Tadashi Yamashina da Toyota – e o fantasma de Collin Chapman, mais uma vez triunfa – as 3 equipes desenvolveram um difusor que claramente sustenta melhor o equilíbrio aerodinâmico do carro, permitindo uma eficácia claramente superior às dos carros da concorrência.
Durante a audiência as coisas entraram no campo do ataque pessoal com o representante da Ferrari, Nigel Tozzi, a chamar Ross Brawn de arrogante. Tozzi declarou que – “só um homem com suprema arrogância pensa que está certo quando a maioria dos seus colegas de profissão acha o contrário” – Por outro lado, Adrian Newey e Flavio Briatore nas exposições da Red Bull e Renault reclamaram para que os difusores fossem proibidos até por razões de segurança pois tornam os carros (da Brawn) demasiado rápidos – piada, agora virou rally de regularidade.
Liderando os derrotados está a Ferrari que forçou ao máximo e com confiança que a questão fosse decidida no Tribunal de apelo. Talvez confiando que por tradição, a FIA decidiu a favor da marca de Maranello e há até a ideia de que a FIA defende os interesses dos grandes e da Ferrari em particular, até por razões políticas. Mas agora aconteceu o contrário. Resta saber as lições que Luca de Montezemolo tirará. Mau início de campeonato, derrota no tribunal e recusa por parte da FIA das propostas apresentadas pela FOTA, associação dos construtores da qual é presidente, relacionadas com o processo de controlo de custos na F1 a partir de 2010.
Por falar em custos, as perdedoras têm pela frente uma empreitada de custos. Não se trata apenas de mudar os difusores mas mexer nos projetos e casar os “difusores” com o que já está rolando.
Mas para o futuro imediato, a base do acontecido em Paris é de que a Brawn GP tem caminho livre para garantir no ano de estreia o título mundial. A concorrência terá de reagir o mais rápido possível, são mais 3 GPs que farão a alegria da Brawn GP e de seus pilotos, mas em contra partida a pressão será grande, porque vai ser daí que sairá o campeão mundial de 2009, salvo um milagre de percuso, mas nada de “cientologia”.
É evidente que a resposta da concorrência não acontecerá já, até porque a limitação de testes e do uso dos túneis de vento são uma dificuldade acrescida para testar a solução em pista (ai como eles vão usar e abusar das sessões de treinos livres para testar…). Mas também é verdade que Ferrari, McLaren, BMW, Renault e Red Bull vão andar mais de igual para igual e os duelos que eram vistos entre as grandes, agora será entre as grandes e o pelotão da segundona.

Nota do Blog: Aumentarão as entradas em “HS” em Tóquio…os responsáveis da Honda vêem agora em definitivo – já ouvi isso em algum lugar – escapar das mãos uma posição histórica de um carro da equipe de fábrica, onde durante anos torraram dinheiro, sem resultados, no campeonato de F1, e vendo tudo escapar entre os dedos. Imagine que você compra as ações de uma empresa a 10 euros, esperando que ela suba até 30 euros. Em vez disso, ela desce até aos 2 euros. Você vende porque o prejuízo já é grande e você não aguenta. No dia seguinte à venda, ela sobe para os 50 euros…com possibilidade grande de atingir os 100. É duro. Dá vontade de cometer suicídio!
(reprodução/fonte:RTP/Jorge Alexandre Lopes)
Saloma

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

22 comentários em “GP DOS "D"IFUSORES, A BRAWN GP VENCEU!

  • 15 de Abril de 2009 em 11:42
    Permalink

    É…acho q o carro branco vai estar com muitos ´´colaboradores´´ logo logo.
    F1 = Business, dá-lhe difusores !!!

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 11:42
    Permalink

    É…acho q o carro branco vai estar com muitos ´´colaboradores´´ logo logo.
    F1 = Business, dá-lhe difusores !!!

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 13:43
    Permalink

    mas e o motor MERCEDES? não conta? Pois o da HONDA era bem fraquinho.

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 13:43
    Permalink

    mas e o motor MERCEDES? não conta? Pois o da HONDA era bem fraquinho.

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 14:25
    Permalink

    Sem querer mudar o assunto, eu gostei, principalmente porque estou torcendo pelo Rubens esse ano. Acho que é a última chance que ele tem de apagar o estigma de segundo piloto. Acho que ele e o Buttom fizeram tudo certo até agora, e acho que a distância que separa os dois está por conta da estratégia individual – coisa que eu não estou entendendo muito não… Enfim. Sou mais o Rubinho, e acho que a corrida da China será DECISIVA para o futuro dele.

    Um abraço.

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 14:25
    Permalink

    Sem querer mudar o assunto, eu gostei, principalmente porque estou torcendo pelo Rubens esse ano. Acho que é a última chance que ele tem de apagar o estigma de segundo piloto. Acho que ele e o Buttom fizeram tudo certo até agora, e acho que a distância que separa os dois está por conta da estratégia individual – coisa que eu não estou entendendo muito não… Enfim. Sou mais o Rubinho, e acho que a corrida da China será DECISIVA para o futuro dele.

    Um abraço.

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 15:08
    Permalink

    Eu acho que a história vai começar a mudar a partir do gp da china. As outras equipes vão começar a recuperar terreno, apesar de achar que a grande vantagem da brawn é o carro mesmo que foi bem nascido, bem concebido, mas como tem-se que ter dinheiro para continuar a desenvolver o equipamento, é aí que veremos se eles têm pique (grana para isto) e manter a vantagem que tem.
    Jovino

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 15:08
    Permalink

    Eu acho que a história vai começar a mudar a partir do gp da china. As outras equipes vão começar a recuperar terreno, apesar de achar que a grande vantagem da brawn é o carro mesmo que foi bem nascido, bem concebido, mas como tem-se que ter dinheiro para continuar a desenvolver o equipamento, é aí que veremos se eles têm pique (grana para isto) e manter a vantagem que tem.
    Jovino

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 15:52
    Permalink

    Na minha opinião, sempre achei que as coisas ficariam como estão. E que se tivesse uma mudança, essa só viria a partir do GP da Espanha. Agora com a decisão dada pela corte dos “homens”, acredito que internamente nas equipes deve estar um piriri danado. A McLaren sem rumo e não entendendo porque não consegue um desempenho a contento dos seus motores e querendo ficar fora de uma etapas e anúncios fofoqueiros de rumos de seus pilotos. A Ferrari, já pensa em mudar radicalmente o projeto, na parte de trás da barata e começou o chororô dos pilotos. E creio que a equipe que está em situação mais confortável é a Toyota, porque tem carro e motor e muito dinheiro…por ser de fábrica! AGORA É PAGAR PARA VER! E estou torcendo para que o Rubens faça de 2009, seu melhor ano da F1…

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 15:52
    Permalink

    Na minha opinião, sempre achei que as coisas ficariam como estão. E que se tivesse uma mudança, essa só viria a partir do GP da Espanha. Agora com a decisão dada pela corte dos “homens”, acredito que internamente nas equipes deve estar um piriri danado. A McLaren sem rumo e não entendendo porque não consegue um desempenho a contento dos seus motores e querendo ficar fora de uma etapas e anúncios fofoqueiros de rumos de seus pilotos. A Ferrari, já pensa em mudar radicalmente o projeto, na parte de trás da barata e começou o chororô dos pilotos. E creio que a equipe que está em situação mais confortável é a Toyota, porque tem carro e motor e muito dinheiro…por ser de fábrica! AGORA É PAGAR PARA VER! E estou torcendo para que o Rubens faça de 2009, seu melhor ano da F1…

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 17:14
    Permalink

    Quando a Honda (leia-se Ross Brawn) no ano passado desistiu do desenvolvimento do carro que era uma cadeira elétrica e começou a trabalhar o carro deste ano poucos acreditaram ser a única verdade. É um caso típico da diferença que faz o planejamento. Quando funciona quem não fez ou não entendeu bem tenta melar. Lembro que no científico isso era comum era a famosa “matéria dada mas não compreendida” e aí no dia da prova tenta se “melar” as questões. Quanto ao advogado da ferrari (f minúsculo pela atitude baixa) ele poderia ouvir algo como “só mesmo uma pessoa muito burra para não explorar toda a potencialidade do regulamento e criar um carro vencedor e uma organização digna da tradição de Enzo Ferrari para não perder um campeonato por incompetência administrativa”. Quanto aos executivos da Honda responsáveis pela retirada do time da F1 pela “brilhante atitude” como muito bem observou o Saloma, um kit com uma famosa lãmina pode ser um mimo adequado como. Sobre o Briatore preocupado com a velocidade excessiva dos carros da Brawn é o fim. Quando ele foi tocado da operação dos Benetton nos EUA por problemas com corridas de cachorros parece que o problema era velocidade demais… Dos cães dele é claro.

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 17:14
    Permalink

    Quando a Honda (leia-se Ross Brawn) no ano passado desistiu do desenvolvimento do carro que era uma cadeira elétrica e começou a trabalhar o carro deste ano poucos acreditaram ser a única verdade. É um caso típico da diferença que faz o planejamento. Quando funciona quem não fez ou não entendeu bem tenta melar. Lembro que no científico isso era comum era a famosa “matéria dada mas não compreendida” e aí no dia da prova tenta se “melar” as questões. Quanto ao advogado da ferrari (f minúsculo pela atitude baixa) ele poderia ouvir algo como “só mesmo uma pessoa muito burra para não explorar toda a potencialidade do regulamento e criar um carro vencedor e uma organização digna da tradição de Enzo Ferrari para não perder um campeonato por incompetência administrativa”. Quanto aos executivos da Honda responsáveis pela retirada do time da F1 pela “brilhante atitude” como muito bem observou o Saloma, um kit com uma famosa lãmina pode ser um mimo adequado como. Sobre o Briatore preocupado com a velocidade excessiva dos carros da Brawn é o fim. Quando ele foi tocado da operação dos Benetton nos EUA por problemas com corridas de cachorros parece que o problema era velocidade demais… Dos cães dele é claro.

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 17:29
    Permalink

    Só uma coisa me preocupa: o Ross Brawn, a equipe e o Buttom, são ingleses. Já vi esse filme antes…

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 17:29
    Permalink

    Só uma coisa me preocupa: o Ross Brawn, a equipe e o Buttom, são ingleses. Já vi esse filme antes…

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 17:39
    Permalink

    Flávio, acho que não precisamos de bola de cristal…vai ser isso mesmo!

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 17:39
    Permalink

    Flávio, acho que não precisamos de bola de cristal…vai ser isso mesmo!

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 23:08
    Permalink

    E vão amargurar até o final do campeonato!

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 23:08
    Permalink

    E vão amargurar até o final do campeonato!

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 23:12
    Permalink

    E outra, deve ser muito constrangedor, um piloto de metade de bônus mensal, andar na frente de pilotos com valores muito maiores de bonificação!

    Resposta
  • 15 de Abril de 2009 em 23:12
    Permalink

    E outra, deve ser muito constrangedor, um piloto de metade de bônus mensal, andar na frente de pilotos com valores muito maiores de bonificação!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *