FÓRMULA GP3 – NO TEMPLO DO AUTOMOBILISMO INGLÊS, O BRASUCA PEDRO PIQUET LEVA A BANDEIRA BRASILEIRA NO LUGAR MAIS ALTO DO PÓDIO

O Hino Nacional Brasileiro foi tocado pela primeira vez em nove temporadas de história da GP3 com a vitória de Pedro Piquet na segunda corrida da rodada de Silverstone, na Inglaterra, na manhã de 8/07  (domingo). Assim, Pedro repete o feito do irmão Nelsinho, que, em 2005, foi o primeiro brasileiro a vencer uma corrida da GP2, hoje Fórmula 2, em Spa-Francorchamps.

 

Pedro Piquet vence a corrida 2 da etapa de Silverstone Foto GP3

 

Pedro Piquet alcançou sua primeira vitória na GP3 em Silverstone, Grã-Bretanha, assumindo a liderança na curva 1 e com uma performance impecável na Corrida 2 para ficar no topo do pódio. O Giuliano Alesi ficou em segundo lugar, 1,4 segundos atrás do piloto brasileiro, quando Ryan Tveter cruzou a linha de chegada para completar um pódio totalmente dominado pelo Trident Team.

Numa manhã fria em Silverstone, Piquet teve um bom começo e passou rapidamente por Alesi. Atrás deles, Callum Ilott suportou um grande momento enquanto tentava fazer progressos, permitindo Anthoine Hubert, vencedor da Corrida 1, passar por cima e desafiar Tveter em quarto.

Pedro suportou o ataque de Alesi quando o DRS foi habilitado com manobras inteligentes e abriu mais de 1 segundo, não dando chance para outro ataque, que só ocorreu quando da entrada do safety car, mas Pedro se manteve firme na ponta. Tveter fez o mesmo uma volta depois, colocando um piloto entre ele e Hubert. O piloto americano foi capaz de manter o bom ritmo e continuou a mirar Pulcini, tirando o piloto de Campos Racing com uma corrida para Stowe.

Mais atrás a disputa por configurar nos pontos estava intensa. Alesi foi para cima de Piquet dentro do alcance do DRS, mas uma jogada astuta do brasileiro foi mais do que suficiente para se manter em primeiro. Atrás da dupla principal, Tveter voltou a estabelecer voltas mais rápidas para se distanciar da ameaça de Hubert, que tinha tomado quarto lugar de Pulcini – que caiu mais abaixo momentos depois, quando Ilott passou. Com cinco voltas para o final, Piquet abriu mais sobre Alesi, para mais de um segundo para anular qualquer ameaça de DRS – tornando as duas tentativas restantes de Alesi inutilizáveis.

A batalha pelos pontos se desenrolou no meio-campo do grid, Hughes atacando Kari para ocupar o oitavo lugar. Aproveitando a oportunidade indo por fora de Brooklands, o britânico se viu fora da pista por Kari – deixando os dois em contato em Luffield. Kari ganhou uma penalidade de cinco segundos por colocar Hughes fora da pista, embora o finlandês se retirasse momentos depois com o dano da colisão. Na volta seguinte, um safety car virtual foi acionado depois que Mawson e Beckmann fizeram contato na mesma curva, indo o alemão para o cascalho.

Piquet continuou a resistir a qualquer ameaça de Alesi e abriu a liderança para 1,4s, dando-lhe espaço suficiente para conquistar sua primeira vitória no GP3. Alesi e Tveter completaram o Trident Team = 1-2-3, enquanto Hubert chegava na quarta posição. Ilott marcou o melhor tempo em quinto lugar e ficou seis pontos atrás de Hubert na classificação, com Pulcini em sexto lugar.

 

Além dos pilotos, duas grandes personalidades do mundo automobilistico, Jean Alesi e Nelson Piquet  Foto Divulgação/GP3

 

Hubert deixa Silverstone com 100 pontos na classificação, com Ilott seguindo atrás em 94. Pulcini recupera terceiro no geral com 73 pontos. A ART Grand Prix tem 300 pontos na classificação das equipes, 104 pontos à frente do segundo colocado Trident Team. Campos está em terceiro com 77 pontos.

A próxima rodada acontece em Hungaroring, Budapeste, de 27 a 29 de julho, e sua natureza técnica faz dela uma das favoritas entre os pilotos. Com a ultrapassagem de um prêmio na Hungria, apenas os pilotos mais ousados ​​serão recompensados, com certeza, cenário perfeito para o nosso brasuca Pedro Piquet!

 

O que disse Pedro Piquet:

“A corrida foi muito boa! Na largada, saí um pouquinho melhor do que o Giuliano, consegui ficar lado a lado com ele e depois fiquei à frente. O começo da corrida não foi fácil, o balanço do carro não estava muito bom com o tanque cheio e o peso a mais da gasolina. Ele estava conseguindo manter contato, mas depois que as voltas foram passando pude abrir uma vantagem boa de uns três segundos. Teve um safety car no fim, o que não foi bom porque esfriou os pneus, mas na relargada consegui abrir de novo e manter até o fim para ganhar a corrida. Agora é aproveitar esse pequeno período de férias no Brasil e depois pensar na Hungria”.

 

Corrida 2

VENCEDOR: Pedro Piquet

 

Foto Divulgação/GP3

 

POS Num Pilotos Equipes Voltas Tempo Dif INT. KPH M.Volta
1 5 P. Piquet Tridente 15 28: 46,563 183,967 1: 48.110
2 6 G. Alesi Tridente 15 28: 47,964 1,401 1,401 183,818 1: 48.222
3 7 R. Tveter Tridente 15 28: 49.530 2,967 1,566 183.651 1: 48.028
4 2 A. Hubert Grande Prémio de ART 15 28: 50.066 3,503 0,536 183,595 1: 48.080
5 1 C. Ilott Grande Prémio de ART 15 28: 50,463 3,900 0,397 183,552 1: 47.821
6 18 L. Pulcini Campos Racing 15 28: 55.919 9,356 5,456 182,976 1: 48.342
7 3 N. Mazepin Grande Prémio de ART 15 28: 59.013 12,450 3,094 182,650 1: 48.076
8 4 J. Hughes Grande Prémio de ART 15 29: 00.596 14,033 1,583 182.484 1: 48.406
9 22 D. Boccolacci MP Motorsport 15 29: 01.239 14,676 0,643 182,417 1: 48.575
10 9 T. Calderón Jenzer Motorsport 15 29: 01.964 15,401 0,725 182,341 1: 48.379
11 20 D. Menchaca Campos Racing 15 29: 02,588 16,025 0,624 182,275 1: 48.730
12 8 A. Lorandi Tridente 15 29: 04,785 18,222 2,197 182,046 1: 48.800
13 16 J. Mawson Arden International 15 29: 05.478 18,915 0,693 181,973 1: 48.386
14 23 D. DeFrancesco MP Motorsport 15 29: 05.715 19,152 0,237 181,949 1: 49.051
15 10 J. Correa Jenzer Motorsport 15 29: 05.948 19,385 0,233 181,925 1: 48.796
16 19 S. Laaksonen Campos Racing 15 29: 09.409 22,846 3,461 181,565 1: 49.071
24 N. Kari MP Motorsport 12 22: 30.987 DNF 188,017 1: 48.734
15 J. Falchero Arden International 12 22: 27.078 DNF 188,562 1: 49.264
14 G. Aubry Arden International 11 20: 17.420 DNF 191,225 1: 49.175
11 D. Beckmann Jenzer Motorsport 11 20: 10,549 DNF 192,310 1: 48.574

 

Corrida 1

VENCEDOR: Anthoine Hubert

POS Num Pilotos Equipes Voltas Tempo Dif INT. KPH M.Volta
1 2 A. Hubert Grande Prémio de ART 20 39: 40.023 178.010 1: 47,585
2 3 N. Mazepin Grande Prémio de ART 20 39: 43.926 3,903 3,903 177,719 1: 47,573
3 1 C. Ilott Grande Prémio de ART 20 39: 46,431 6,408 2,505 177,532 1: 47.096
4 7 R. Tveter Tridente 20 39: 50.791 10.768 4,360 177,208 1: 48.127
5 22 D. Boccolacci MP Motorsport 20 39: 55.058 15,035 4,267 176,893 1: 48.338
6 18 L. Pulcini Campos Racing 20 39: 58.071 18,048 3,013 176,670 1: 48.157
7 5 P. Piquet Tridente 20 39: 59.759 19,736 1,688 176,546 1: 48,590
8 6 G. Alesi Tridente 20 40: 01.304 21,281 1,545 176,433 1: 48.324

 

Classificação do Campeonato – Série GP3 – 2018
Circuito de Barcelona-Catalunha, Espanha Circuito Paul Ricard, França Red Bull Ring, Áustria Circuito de Silverstone, Grã-Bretanha Hungaroring, Hungria Circuito de Spa-Francorchamps, Bélgica Autodromo Nazionale Monza, Itália Sochi Autodrom, Rússia Yas Marina Circuit, Emirados Árabes Unidos
POS Pilotos 1 2 1 2 1 2 1 2 1 2 1 2 1 2 1 2 1 2 PTS
1 A. Hubert 20 12 27 4 0 0 29 8 100
2 C. Ilott 15 2 4 15 29 4 17 8 94
3 L. Pulcini 16 0 12 1 20 12 8 4 73
4 N. Mazepin 25 0 18 6 0 2 18 2 71
5 P. Piquet 2 0 8 12 12 12 6 15 67
6 G. Alesi 6 17 15 4 8 0 4 12 66
7 A. Lorandi 0 0 10 8 15 8 1 0 42
8 J. Hughes 0 10 1 0 10 15 0 1 37
9 D. Boccolacci 10 6 4 0 1 6 10 0 37
10 R. Tveter 0 0 0 0 6 0 12 10 28
11 J. Mawson 0 0 6 10 0 0 2 0 18
12 J. Correa 4 8 2 0 0 0 0 0 14
13 D. Beckmann 8 0 0 0 4 0 0 0 12
14 N. Kari 0 4 0 0 0 1 0 0 5
15 S. Laaksonen 0 1 0 0 2 0 0 0 3
16 D. Menchaca 1 0 0 0 0 0 0 0 1
17 T. Calderón 0 0 0 0 0 0 0 0 0
18 J. Falchero 0 0 0 0 0 0 0 0 0
19 D. DeFrancesco 0 0 0 0 0
20 C. Lundgaard 0 0 0
21 G. Aubry 0 0 0 0 0 0 0 0 0
22 W. Palmer 0 0 0

 

O carro
O carro
O GP3 / 16 UP-CLOSE
  • Aerodinâmica otimizada para facilitar a ultrapassagem e ampla gama de possibilidades de configuração de suspensão.
  • Custo-benefício baixo
  • Em conformidade com as regras de segurança da FIA F1 2018.

TECNOLOGIA

  • Comprometimento entre desempenho e custo efetivo, sempre que possível.
  • Uso extensivo de materiais compostos, mas uso limitado das fibras de carbono mais caras.
  • Caixa de velocidades sequencial
  • Sistema de câmbio de engrenagem eletro-hidráulico, mas pressão hidráulica limitada a 55 bar.
  • Tudo em um ECU-GCU – equipamento de registro de dados.
  • Sistema de aquisição de dados de alta velocidade, mas sem telemetria.

CHASSIS E CARROÇARIA

  • Chassis desenhado por Dallara Automobili.
  • Monocoque de carbono em conformidade com as normas de segurança da FIA F1 2010.
  • Frente e asa traseira feita de material composto de carbono.

MOTOR

  • Mecatrome Bespoke 6 cilindros 3.4 litros naturalmente aspirados 400 HP @ 8000 rpm.

CÂMBIO

  • Longitudinal de seis marchas sob medida projetada pela Hewland.

PNEUS

  • Pneus Pirelli.
  • Três compostos específicos desenvolvidos para GP3 para fornecer: O melhor composto adequado para cada circuito.

DESEMPENHO

  • Uma velocidade máxima de 304,5 km / h.
  • Aceleração lateral até +/- 2,6 G.
  • Desaceleração máxima de frenagem -1,9 G
  • Aceleração 0 – 100 km / h: 3,0 segundos
  • Aceleração 0 – 200 km / h: 7,7 segundos

DRS

  • Introduzido em 2017.
  • Funcionalidade igual do DRS usado na Fórmula 1 e Fórmula 2.
  • Ativação hidráulica.

 

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *