FÓRMULA 1 – GRAND PRIX DO CANADÁ – PRÓLOGO

O circo da Fórmula 1 a caminho da América do Norte nesta temporada, e aqui estão um punhado de números que nos fazem entender porque esse circuito é especial para os fans e pilotos e um tomento para as equipes com o muro dos campeões na reta dos boxes, mas para fazer tempo tem que passar no fio da navalha no muro!

 

Foto formula1.com

 

Passaram 40 anos desde o Grande Prémio do Canadá foi realizado pela primeira vez em Montreal. A corrida começou foi em Mosport em 1967, inicialmente alternando com Mont Tremblant, que sediou corridas em 1968 e 1970. De 1971 a 1977 a corrida ficou em Mosport antes de se mudar para o circuito de Ilha de Notre Dame em 1978. A corrida inaugural foi vencida pelo ídolo local Gilles Villeneuve, a única vez que um piloto canadense venceu um GP em casa. O circuito foi renomeado em honra de Villeneuve após sua morte em 1982.

 

Foto formula1.com

 

Se Lewis Hamilton vencer neste fim de semana, ele igualará o recorde de sete vitórias de Michael Schumacher no Grande Prêmio do Canadá. Hamilton abriu sua série de vitórias em Montreal no ano de 2007 com a McLaren, também sua primeira vitória na F1 (foto acima). Antes de sua mudança de 2013 para a Mercedes, Hamilton marcou mais duas vitórias em Montreal com a equipe inglesa, em 2010 e 2012. Venceu as últimas três corridas no circuito Gilles Villeneuve com a estrela de três pontas.

 

Foto formula1.com

 

Foram seis os pilotos que marcaram a sua primeira vitória no Grande Prémio do Canadá: Gilles Villeneuve em 1978; Thierry Boutsen em 1989; Jean Alesi em 1995; Hamilton em 2007, Robert Kubica em 2008 (foto acima) e Daniel Ricciardo em 2014. Todos os primeiros vencedores do GP do Canadá marcaram sua vitória em Montreal.

 

Foto formula1.com

 

50 anos desde a primeira vitória da McLaren na Fórmula 1, com Bruce McLaren no GP da Bélgica de 1968 (foto acima). Desde então, a equipe marcou mais 181 vitórias. O time, em 2012 com Jenson Button venceu no Brasil, de McLaren-Mercedes, no entanto, levou a última de suas 15 vitórias até o momento.

 

Foto formula1.com

 

Quatro são as voltas mais rápidas em Montreal com Kimi Räikkönen, um registro que ele compartilha com Michael Schumacher. O finlandês chegou pela primeira vez a caminho da vitória em 2005, ao volante de um McLaren (foto acima). Ele acrescentou outro no ano seguinte, novamente com a McLaren. Ele conquistou seu terceiro em 2008 durante sua primeira passagem pela Ferrari, e depois de voltar à Scuderia em 2014, ele marcou sua mais recente volta mais rápida em 2015. Ao todo, Raikkonen tem 45 voltas mais rápidas em seu nome.

 

Drops

 

 

 

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *