FÓRMULA 1 – EM SUZUKA AS ESTATÍSTICAS QUE IMPORTAM

A Mercedes venceu o Grande Prêmio do Japão desde o início da era híbrida em 2014, e estará buscando igualar o recorde da Ferrari com o maior número de vitórias consecutivas em Suzuka. O cavalo empinado alcançou cinco entre 2000 e 2004.

 

Largada GP do Japão em Suzuka  Foto divulgação F1.com

 

  • Uma vitória das flechas prateadas ou da RBR neste fim de semana poderá para o time,  a terceira colocação no conceito de – mais bem sucedido time no Japão depois da Ferrari e McLaren, que têm mais vitórias [9].

 

  • Lewis Hamilton e Sebastian Vettel estão empatados em quatro vitórias [4] cada no Japão. Uma vitória para qualquer um deles os levaria à segunda colocação na lista dos mais vitoriosos no Japão, atrás de Michael Schumacher (7).

 

  • Caso Hamilton ou Valtteri Bottas terminem entre os três primeiros neste fim de semana, será a 175ª vez que um piloto da Mercedes terminou no pódio da Fórmula 1.

 

  • Uma vitória neste fim de semana levaria a Ferrari a conquistar sua 100ª vitória.

 

  • Se Kimi Raikkonen vencer neste fim de semana, ele superará Mika Hakkinen como o piloto finlandês de maior sucesso em termos de vitórias [20].

 

  • Um dos três primeiros lugares de Daniel Ricciardo significaria sua 30ª visita ao pódio da Fórmula 1.

 

  • Se Max Verstappen ganhar sem sair na pole position neste fim de semana, ele quebrará o recorde de maior número de vitórias para um piloto que não teve uma pole position no GP. Ele está atualmente empatado com Eddie Irvine e Bruce McLaren [4].

 

  • Se a Sauber marcar seis pontos ou mais neste final de semana, a pontuação total na F1 será 850, incluindo a era da BMW, e um dos mais importantes pontos da equipe foi marcado por Felipe Nasr no GP do Brasil em 2016.

[reprodução]

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *