FÓRMULA 1 – BRABHAM BT 44

Registro da apresentação do Brabham BT44 em 1975. Carlos Reutemann, Ron Dennis, Bernard Charles “Bernie” Ecclestone e José Carlos Race.
Projetado por Gordon Murray , o principal designer da Brabham . Uma atualização do BT42, o BT44 era um design simples, limpo de forma aerodinâmica. Murray tinha um olho para linhas leves e o BT44 era particularmente gracioso. Ele também era um visionário e brincava com saias laterais no carro, um precursor da aerodinâmica dos efeitos solo.
Pace venceu seu primeiro e único Grande Prêmio e em casa no Brasil , enquanto Reutemann venceu no Nürburgring . Embora o BT44 fosse um bom carro, não poderia enfrentar o McLaren M23 ou o Ferrari 312T .
O BT44 atualizou para a motorização Alfa Romeo alimentando o BT45 para 1976, que provou ser um passo importante para a equipe. Os BT44Bs foram vendidos para a RAM Racing, no Campeonato do Mundo de 1976 , com os pilotos Loris Kessel , Emilio de Villota , Patrick Nève , Jac Nellemann , Damien Magee , Lella Lombardi e Bob Evans , nenhum dos quais teve muito sucesso.

Dica Rui Teixeira … “Em 1975, ano de apresentação da Escuderia Fittipaldi F1, também conhecida como Copersucar-Fittipaldi e Skol-Fittipaldi”.

(Reprodução)

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

12 comentários em “FÓRMULA 1 – BRABHAM BT 44

  • 23 de setembro de 2008 em 12:18
    Permalink

    O baixinho é o Bernie, né não ? Mas está a cara do Doodley Moore.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 12:18
    Permalink

    O baixinho é o Bernie, né não ? Mas está a cara do Doodley Moore.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 12:37
    Permalink

    O anão é o Bernie Eclestone. O de terno mal
    ajambrado seria o Ron Dennis? Nas pontas
    Reuteman e o Pace, ambos bronzeadíssimos.
    Pace de gola roulé, moda na época.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 12:37
    Permalink

    O anão é o Bernie Eclestone. O de terno mal
    ajambrado seria o Ron Dennis? Nas pontas
    Reuteman e o Pace, ambos bronzeadíssimos.
    Pace de gola roulé, moda na época.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 13:11
    Permalink

    O segundo da esquerda para a direita é o Conde Gregório Rossi (dono da Martini & Rossi) patrocinadora da Brabham.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 13:11
    Permalink

    O segundo da esquerda para a direita é o Conde Gregório Rossi (dono da Martini & Rossi) patrocinadora da Brabham.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 16:26
    Permalink

    O Ron não trabalhava mais na Brabham faz tempo e na Brabham ele era mecâncio e nunca foi dirigente.
    Saiu da Brabham para montar uma equipe de fórmula 2, a Project 4, que dá o nome dos carros M de McLaren e P de Project 4.

    Resposta
  • 23 de setembro de 2008 em 16:26
    Permalink

    O Ron não trabalhava mais na Brabham faz tempo e na Brabham ele era mecâncio e nunca foi dirigente.
    Saiu da Brabham para montar uma equipe de fórmula 2, a Project 4, que dá o nome dos carros M de McLaren e P de Project 4.

    Resposta
  • 25 de setembro de 2008 em 18:05
    Permalink

    O Bernie não é anão, ele é irmão do Frodo, aquele que carregava o anel na trilogia o senhor dos anéis. Na verdade, ele acabou ficando com o tal anel e se tornou o SENHOR da formula 1. A estória é lomga, mas dá outro filme, he, he.

    Resposta
  • 25 de setembro de 2008 em 18:05
    Permalink

    O Bernie não é anão, ele é irmão do Frodo, aquele que carregava o anel na trilogia o senhor dos anéis. Na verdade, ele acabou ficando com o tal anel e se tornou o SENHOR da formula 1. A estória é lomga, mas dá outro filme, he, he.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *