21º ANUAL MOTUL PETIT LE MANS – TÍTULO INÉDITO DE FELIPE NARS PODE VIR NESTE FINAL DE SEMANA

Com 20 anos de existência a Motul Petit Le Mans tem sido um dos eventos esportivo mais importante do país. Com quatro dias de duelos na pista, culminando no confronto final de 10 horas do IMSA WeatherTech Championship no sábado, 13 de outubro, em ação ininterrupta.

 

Felipe Nasr que disputa título inédito neste final de semana em Road Atlanta nos EUA   Foto divulgação/IMSA

 

 

O 21º Anual Motul Petit Le Mans  oferece algo para todos os fãns obstinados da IMSA. Uma gama de coisas para ver e fazer nos eventos é infinita, e a ação na pista no Motul Petit Le Mans é a certeza de mantê-lo no limite do seu lugar!

 

 

O duelo no Daytona Prototype (DPi) vs. LMP2 pelo campeonato protótipo:

#31 Whelen Engineering Racing
Cadillac DPi-V.R
Pilotos: Eric Curran / Felipe Nasr

Motor: 5.5 litros aspirado V8
Pontos: 254 – 1º
Vitórias: 1
Pódios: 5

Como o#31 pode conquistar o título: chegando em segundo ou claro em primeiro. Seria o segundo título do no WeatherTech Championship Prototype em três anos.

Desempenho em 2018: São cinco pódios e seis dos cinco primeiros nas nove corridas da temporada, que são iguais às estatísticas da equipe nº 54 adversária. A diferença no campeonato pode ser encontrada nas rodadas 3 a 5, onde Curran e Nasr obtiveram os resultados de sétimo lugar em Long Beach, o oitavo em Mid-Ohio e uma vitória em Detroit, o que os levou a empatar na liderança. Eles ou lideraram ou estiveram a um ponto da liderança desde então.

Notável: a Action Express Racing, equipe que trabalha com o #31 Whelen Cadillac DPi e o #5 Mustang Sampling Cadillac DPi, conquistou os três primeiros títulos consecutivos do WeatherTech Championship Prototype . Se vencer este ano, será o quarto da equipe em cinco temporadas. A Action Express também venceu todas as Tequila Patrón North American Endurance Cup até o momento com a equipe número #5 e lidera a classificação deste ano com a número #31.

O que dizem os pilotos:

ERIC CURRAN – “Adoraríamos vencer a corrida, mas primeiro temos que nos certificar de que faremos o que temos que fazer pelo campeonato. É uma pista raiz para o piloto com alta velocidade de média, mas também é uma corrida realmente desafiadora. São 10 horas e tudo pode acontecer em uma corrida como o Motul Petit Le Mans. Se pudermos fazer um excelente trabalho, esperamos estar em posição de conquistar o campeonato do IMSA e a Tequila Patrón Cup, com o carro da Whelen. Para sair com uma vitória – uma maneira seria fechar 2018 com chave de ouro!”

FELIPE NASR – “É a última corrida do ano já? Passou tão rápido. Estou indo para o Motul Petit Le Mans totalmente preparado. Tivemos a oportunidade de testar no circuito há algumas semanas com a Action Express e conseguimos nos preparar para a corrida final. É uma pista divertida, rápida, mas também muito complicada para sair do tráfego. Então, nós temos todos os ingredientes para fazer uma emocionante corrida de 10 horas. Como equipe, teremos Gabby Chaves a bordo do #31 Whelen Cadillac, que já havia pilotado em Watkins e, junto com Eric, nosso objetivo continua o mesmo. Esperamos vencer. Eu sei que temos a melhor equipe na retaguarda quando se trata de corridas de resistência, a Petit é muito exigente e para nós pilotos atrás do volante também fisicamente desafiadores”.

 

 

#54 CORE autosport
ORECA LMP2
Jon Bennett / Colin Braun

Motor: 4.2 litros normalmente V8
Pontos: 250 – 2
2018 Vitórias: 2
2018 Pódios: 5

Como o #54 pode conquistar o título: Entre várias outras possibilidades, a equipe do #54 levaria o campeonato com uma vitória no Motul Petit Le Mans e um resultado de terceiro ou pior da equipe #31. Seriam duas vitórias do # 54, em comparação ao #31 com uma vitgória.

Desempenho em 2018: Não houve equipe mais forte na classe protótipo durante a segunda metade da temporada do que a equipe #54. Braun e Bennett marcaram vitórias consecutivas no Canadian Tire Motorsport Park e no Road America e entram no Motul Petit Le Mans com uma sequência de cinco pódios consecutivos.

Notável: este seria o terceiro título na Weather Tech Championship de Braun e Bennett e o primeiro na classe protótipo. Eles levaram os campeonatos da classe Protótipo Challenge (PC) em 2014 e 2015. No ano passado, eles competiram na classe GT Daytona (GTD) em um Porsche antes de migrar para WeatherTech Championship Prototypes pela primeira vez nesta temporada.

O que dizem os pilotos:

JON BENNETT – “Todos nós no automobilismo da CORE estamos entusiasmados e preparados para disputar o campeonato – Motul Petit Le Mans. Competir no mais alto nível possível tem sido meu objetivo pessoal, e eu não poderia estar mais orgulhoso com meus colegas no CORE Autosport e o talentoso grupo de Hugues de Chaunac na ORECA Estou ansioso para me juntar aos meus co-pilotos de classe mundial Colin Braun e Romain Dumas”.

COLIN BRAUN – “Nós estivemos em algumas batalhas no campeonato ao longo dos anos. Para nós, mantemos a cabeça baixa e faremos o que fizemos ao longo do ano e nas disputas anteriores do campeonato; constantemente sempre melhorar. Quer ganhemos ou perdemos no Petit, estamos indo com o objetivo de tentar melhorar”.

“Nós acabamos de entrar em um ritmo e é isso que acontece quando você trabalha duro. Para nós, essas batalhas do campeonato são fáceis de lidar, vamos apenas manter a cabeça baixa e nos divertir um pouco”.

 

 

Classes do WeatherTech Championship:

Protótipos

Esta classe apresenta os carros mais rápidos e tecnologicamente mais avançados da América do Norte em competições. Eles são especificamente projetados e projetados para as pista de corrida.

 


GT Le Mans

Os carros GT são baseados em modelos de produção e são projetados para extrair o máximo desempenho possível. A classe serve como um verdadeiro campo de provas para os principais fabricantes, como BMW, Corvette, Ferrari, Ford e Porsche.

 


GT Daytona

Os carros GT Daytona são aprimorados em (não definidos por) tecnologia. Eles também são baseados em carros modelo de produção, mas não apresentam o mesmo nível de aerodinâmica e potência que os carros da classe GTLM. A classe GTD consiste em carros com a especificação FIA GT3.

 

No seu ano de estreia no automobilismo americano na categoria de protótipos (#31 Cadillac Whelen) o brasuca Felipe Nasr já fez a diferença. Chega à última prova do ano liderando os dois Campeonatos que compõem a série IMSA! Na última prova no dia 13 de outubro , Petit Le Mans, serão 10 horas de competição no circuito de Road Atlanta, Felipe pode conquistar o inédito título duplo para o Brasil. Sua torcida é fundamental e muito bem-vinda. Acompanhe:

[reprodução]

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *