21º ANUAL MOTUL PETIT LE MANS – FELIPE NASR DOIS TÍTULOS EM UM FINAL DE SEMANA

Num dia de outono perfeito em frente a uma enorme multidão em Road Atlanta, cinco campeonatos do IMSA foram conquistados nas emocionantes horas finais do Motul Petit Le Mans, o final da temporada 2018 tanto para o Campeonato IMSA WeatherTech SportsCar quanto para o Tequila Patrón North American Endurance Cup.

 

Felipe Nasr e Eric Curran campeões do SportsCar Foto: Reprodução/Twitter/IMSA

 

O #31 da Whelen Engineering Cadillac DPi com os pilotos Eric Curran e Felipe Nasr garantiram o quinto Patrón Endurance Cup consecutivo da Action Express Racing quando Nasr foi apontado como o líder da corrida na marca de quatro horas da corrida. A liderança levou cinco pontos para a Patrón Endurance Cup, com o total da equipe do carro 31, para 36 pontos.

A menor quantidade de pontos que poderiam ganhar combinados nos dois segmentos restantes era de quatro, enquanto os pilotos do carro #7 – Acura Team Penske DPi, Helio Castroneves e Ricky Taylor, somariam seu atual total de 28 pontos. Isso dava o título da equipe do #31 AXR e aos pilotos Curran e Nasr.

“Foi ótimo”, disse Nasr“Foi um ótimo trabalho de Eric quando pilotando. Ele pegou o carro na frente e já estávamos pensando sobre a marca de quatro horas. Mais uma vez, as chamadas da Action Express para o pit na hora certa nos colocaram em posições melhores. Eu pude fazer boas voltas rápidas. O carro da Whelen estava muito bem, especialmente nas condições de temperaturas quentes. Nós conseguimos manter um equilíbrio muito melhor e foi bom. ”

A Action Express ganhou os quatro títulos anteriores de equipe na Patrón Endurance Cup e os títulos de pilotos de 2014 a 2017, com a entrada #5 – Mustang com os pilotos Christian Fittipaldi e João Barbosa.

 

Uma crônica, uma verdade, um exemplo a seguir de perseverança e foco – Nunca Desista – nas teclas do mestre “Lua” (Carlos Mauro) assessor de imprensa do Felipe Nars:

 

Um conto de dois títulos

“Foi a melhor das corridas, foi a pior das corridas, foi a corrida da sabedoria, foi a corrida da insensatez, foi a corrida da crença, foi a corrida da incredulidade, foram dois Campeonatos brilhantes! “ Cito Charles Dickens na sua abertura do “Um conto de duas cidades” para descrever este fantástico Campeonato de 2018 da IMSA e da TPNAECPD (Tequila Patron North America Endurance Cup Prototype Drivers) conquistado por Felipe Nasr e Eric Curran no AXR # 31 Whelen Cadillac no final da 10 horas de Road Atlanta, a Petit Le Mans!

Eles começaram na 9ª posição, mas estavam dominando e liderando a corrida na marca das 4 horas. E continuaram fazendo um trabalho muito bom, na marca de 8 horas conquistando o Campeonato Tequile Patrón. Um na caçapa! Manter-se à frente de seu principal (e único) carro rival o #54 CORE era parte do plano e eles estavam seguindo o plano passo a passo. Uau! De repente, os corações bateram em falso quando Felipe Nasr no rádio, a menos de uma hora do fim veio com o terrível “Estamos perdendo potência, difícil de ultrapassar até mesmo os carros da GTLM”

Então veio o pedido decisivo do box para Nasr economizar combustível nos últimos 48 minutos de prova. Decisão de sangue frio de todos na AXR, na esperança de economizar combustível suficiente e fazer um pit stop a menos que o rival que estava fugindo com o campeonato. A decisão aparentemente arriscada foi conduzida com perfeição e no final o # 31 conquistou o seu segundo título no mesmo dia! A perda de potência que quase arruinou os planos at[e então perfeitos? Pedaços, pedaços grandes de borracha que teimosamente estavam bloqueando a entrada de ar do motor que fica em cima do carro !! Que corrida, que conto, que resultado, para ser falado e comemorado até o início de 2019 e muito mais. Parabéns Felipe Nasr, dois títulos para o Brasil de uma cajadada só!
“Lua” (Carlos Mauro)

 

O resultado depois de 10 horas de corrida:

 

O campeonato de 2018:

 

Voltas na liderança #31
Voltas Carro
1-19 22
20-31 55
32-32 2
33-55 55
56-78 7
79-89 31 
90-104 7
105-105 22
106-129 31 
130-138 7
139-139 10
140-165 31 
166-169 7
170-171 55
172-181 31 
182-200 7
201-204 77
205-210 31 
211-234 7
235-240 77
241-245 85
246-259 7
260-273 77
274-276 85
277-296 7
297-302 10
303-306 77
307-308 55
309-357 10
358-373 5
374-404 22
405-409 10
410-419 22
420-442 5
443-443 10
1-42 3
43-51 912
52-73 24
74-93 66
94-99 912
100-127 66
128-140 3
141-142 67
143-167 66
168-185 67
186-200 66
201-226 67
227-228 3
229-237 66
238-241 911
242-244 62
245-267 912
268-271 67
272-283 911
284-294 4
295-305 912
306-307 911
308-326 912
327-347 911
348-350 912
351-376 67
377-382 24
383-419 911
1-35 63
36-37 14
38-38 33
39-39 44
40-50 48
51-73 15
74-98 48
99-102 64
103-128 33
129-136 48
137-137 63
138-168 33
169-173 48
174-176 63
177-186 33
187-196 29
197-229 48
230-231 58
232-249 33
250-264 86
265-267 58
268-290 33
291-298 48
299-303 33
304-335 58
336-340 48
341-348 58
349-366 48
367-367 63
368-377 86
378-407 63

 

Com quase três horas de prova as disputas estavam estrategicamente colocadas na economia de combustível e duração dos jogos de pneus:

[reprodução]

Luiz Salomão

Blogueiro e arteiro multimídia por opção. Dublê de piloto do "Okrasa" Conexão direta com o esporte a motor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *